Time criou muito pouco e viu Sandro acertar ótimo chute para marcar um golaço a favor do Bragantino na Arena Pantanal

Ferrugem tenta superar a marcação no jogo entre Bragantino e Corinthians
André Romeu/VIPCOMM
Ferrugem tenta superar a marcação no jogo entre Bragantino e Corinthians

O Corinthians teve uma atuação muito fraca contra o Bragantino na noite desta quarta-feira, em Cuiabá, e se complicou nas oitavas de final da Copa do Brasil. A equipe encontrou problemas para criar, finalizou mal a gol e acabou sendo derrotada por 1 a 0 na Arena Pantanal.

Não adiantou para os comandados de Mano Menezes atuar com maioria de torcida no estádio, onde o time de Bragança atuou por uma renda maior. Será necessário para os corintianos vencer por dois gols de diferença na próxima quarta, em Itaquera, ou devolver o 1 a 0 e tentar a sorte nos pênaltis.

Com algumas modificações, o Corinthians fez muito pouco no primeiro tempo e levou o gol aos dez minutos da etapa final, em um ótimo chute de Sandro de fora da área. Houve muita reclamação de uma falta em Cássio na jogada e de um pé alto contra Guerrero.

As modificações feitas por Mano Manezes melhoraram a equipe, que desperdiçou chances no final e, graças a Cássio, escapou de levar um golaço de Cesinha. Com desfalques importantes, o Corinthians tentará reverter o confronto na próxima semana.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 1 X 0 CORINTHIANS

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data: 27 de agosto de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Público: 28.820 pagantes e R$ 1.630.540,00
Cartões amarelos: Sandro e Bruno Recife (Bragantino); Luciano e Ralf (Corinthians)
Cartão vermelho: Ferrugem (Corinthians)
Gol: Sandro, aos dez minutos do segundo tempo

BRAGANTINO: Marcelo Henrique; Samuel Santos, Leonardo, Guilherme Mattis e Bruno Recife; Geandro, Jackson Caucaia (Marcos Paulo), Sandro e Luisinho (Magno); Nunes (Lincom) e Cesinha
Técnico: Paulo César Gusmão

CORINTHIANS: Cássio; Ferrugem, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos; Ralf e Elias; Luciano (Romero), Renato Augusto (Jadson) e Lodeiro (Romarinho); Guerrero
Técnico: Mano Menezes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.