Meia abriu o caminho para a vitória por 2 a 1 no Morumbi que deixou o São Paulo na vice-liderança do Campeonato Brasileiro

Pela primeira vez desde que trocou o Santos pelo São Paulo , o meia Paulo Henrique Ganso conseguiu vencer seu ex-clube. Na tarde deste domingo, o jogador foi o principal destaque na vitória por 2 a 1 do time de Muricy Ramalho.

"Foi um golaço, que será difícil de esquecer, ainda mais contra meu ex-clube. O São Paulo é meu time e tenho que defendê-lo, por isso que vibrei bastante depois que marquei", afirmou o camisa 10.

Desde que foi contratado pelo São Paulo em setembro de 2012, Ganso acumulava três derrotas e um empate diante do ex-time, mas brilhou neste domingo. "Hoje, estou mais maduro e equilibrado, e por isso que estou jogando tão bem", avaliou.

O gol marcado por Ganso saiu aos 23 minutos do primeiro tempo. Depois de arremesso lateral de Paulo Miranda, Alan Kardec desviou de cabeça para o meia, que dominou de costas, mas girou na frente de Alison e chutou no ângulo de Aranha, que nada pôde fazer.

"Não adiantava força, era mais no jeito, e foi dessa maneira que consegui fazer o gol. Foi importante para conseguirmos a vitória", afirmou o atleta. Apesar do golaço de Ganso, o São Paulo levou um susto, pois Gabriel empatou aos 40 minutos do segundo tempo. Pouco depois, Pato decretou o resultado positivo por 2 a 1.

Alto nível

O goleiro Rogério Ceni encheu Ganso de elogios depois da vitória. O capitão tricolor avalia que o meia tem condições de jogar em gigantes da Europa, desde que consiga manter uma atuação competitiva durante as partidas inteiras.

"O Ganso é genial. Se ele conseguir ser competitivo por 90 minutos, pode jogar em Real e Barcelona. Tem um talento que ninguém pode tirar. Ele tem de mover em si a competitividade que teve nos últimos jogos, e nós provocamos isso nele também", afirmou.

"Ele vem jogando muito bem e está entre os dez melhores camisas 10 que vi jogar dentro do São Paulo. São poucos que têm a visão de jogo dele. Ele vai mostrar onde pode chegar, mas tem condições técnicas mais do que suficientes para Seleção Brasileira", acrescentou o goleiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.