Resultado positivo no Maracanã ajudou o time carioca a dar salto na tabela e subir para o 13º lugar no Brasileirão

A torcida do Flamengo acreditou e compareceu ao Maracanã, em grande número, para incentivar sua equipe que vem reagindo no Campeonato Brasileiro . E foi premiada com mais uma vitória em grande estilo. O time derrotou o Atlético-MG , de virada, por 2 a 1, em partida disputada na noite desta quarta-feira e melhorou sua posição na classificação. Agora, a equipe da Gávea chegou aos 19 pontos ganhos e ocupa a 13ª posição. O Galo segue com 23 pontos, na oitava posição.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

O Flamengo saiu perdendo com gol de Maicosuel, mas reagiu na segunda etapa com Léo Moura, de pênalti, e Eduardo da Silva. O resultado premiou o esforço do time dirigido por Vanderlei Luxemburgo, que não chegou a ser brilhante, mas conseguiu o resultado, empurrado por uma torcida vibrante que não parou de incentivar seus jogadores, mesmo nos piores momentos. O Atlético começou bem, mas recuou cedo demais para defender o resultado e acabou castigado.

Diego Tardelli comanda ataque do Atlético-MG no Maracanã
Buda Mendes/Getty Images
Diego Tardelli comanda ataque do Atlético-MG no Maracanã

Na próxima rodada, o Flamengo vai visitar o Criciúma, no Heriberto Hulse. O Atlético-MG enfrentará o Internacional, no Independência.

O jogo

O Atlético começou a partida com muita agressividade, tentando mostrar ao Flamengo que não estava impressionado com a presença da torcida rubro-negra. E, aos três minutos, o Galo criou a primeira oportunidade. Após cobrança de escanteio, Wallace rebateu com defeito e Maicosuel aproveitou a sobra para chutar forte, mas a bola encobriu o travessão defendido por Paulo Victor.

Armado com quatro volantes, o time carioca tentava dar velocidade ao jogo com uma constante troca de posições. Apenas Arthur se colocava mais à frente, entre os zagueiros da equipe mineira. Aos nove minutos, o Galo marcou o primeiro gol.Maicosuel recebeu a cobrança de lateral, ganhou de Cáceres na corrida, driblou Wallace que veio na cobertura e chutou cruzado, no canto direito de Paulo Victor.

O time dirigido por Levir Culpi explorava as avançadas de Alex Silva no lado direito, dando muito trabalho a João Paulo que precisava da ajuda de Cáceres e de Everton para ajudar a segurar as investidas do lateral atleticano.Com isso, o Flamengo ficava muito preso no seu meio-campo e a bola quase não chegava aos pés de Arthur.

Aos 21 minutos, o time dirigido por Vanderlei Luxemburgo mostrou,pela primeira vez, que estava vivo no jogo. Luiz Antonio soltou a bomba, Victor deu rebote e Everton chutou para fora, levantando a torcida. Dois minutos depois, Luxemburgo tirou o volante Luiz Antonio e colocou o atacante Nixon, mudando o sistema tático da equipe e colocando dois atacantes para pressionar a defesa mineira.

Aos 28 minutos, Arthur foi derrubado na entrada da área. Canteros bateu e a bola explodiu na barreira. O Flamengo continuava melhor e, aos 36 minutos, quase chega ao empate. João Paulo lançou Everton que invadiu a área e chutou cruzado. Victor defendeu parcialmente e Arthur completou de cabeça,mas o goleiro da equipe mineira voltou a defender.

Para tentar aliviar a pressão da equipe carioca, o Atlético adianta a marcação e complica a saída de bola, forçando Paulo Victor a dar chutões.

O Atlético voltou para o segundo tempo sem qualquer ambição ofensiva. O time esperava o Flamengo no seu campo, mas não mostrava vontade nem capacidade de explorar os espaços deixados pelo adversário. O Flamengo, por sua vez, continuava errando muitos passes, principalmente na proximidade da área mineira.

Os dez primeiros minutos foram disputados entre as duas intermediárias,sem qualquer lance de emoção. O primeiro momento de perigo só aconteceu aos 14 minutos, quando após confusão na área, o zagueiro Marcelo e chutou e Victor fez outra grande defesa, evitando o empate. Aos 15 minutos, Vanderlei Luxemburgo decidiu arriscar todas as fichas e colocou o meia Lucas Mugni e o atacante Eduardo da Silva nos lugares de Arthur e Márcio Araújo.

As mudanças funcionaram imediatamente. Aos 18 minutos, Eduardo da Silva recebeu a primeira bola, invadiu a área e foi derrubado por um carrinho de Pedro Botelho. Pênalti que Léo Moura bateu no canto esquerdo. Victor ainda fez a defesa parcial,mas a bola acabou entrando para delírio da torcida presente ao Maracanã.

Embalado pela igualdade,e empurrado pela torcida, o time rubro-negro partiu para desempatar a partida, enquanto o time visitante se mostrava cada vez mais retraído. Aos 25 minutos, o gol da virada. João Paulo cruzou da esquerda, Eduardo da Silva cabeceou, Victor ainda tentou salvar, mas a bola tocou na trave e entrou para nova explosão de alegria no Maracanã.

Levir Culpi também modificou sua equipe e o Atlético quase conseguiu o empate aos 39 minutos, quando André cabeceou e Paulo Victor fez grande defesa. A equipe mineira partiu com tudo para tentar o empate nos minutos finais, mas o Flamengo se fechou na defesa e garantiu o resultado para alegria da sua torcida que deixou o Maracanã em ritmo de festa.

FICHA TÉCNICA -  FLAMENGO-RJ 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de agosto de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Elan Vieira de Souza (PE) e Albino Albert Junior (PE)
Público pagante: 37.726 torcedores
Cartões Amarelos : João Paulo, Canteros(Fla); Rafael Carioca, Alex Silva(AM)
Gols:
FLAMENGO: Léo Moura,aos 19 minutos e Eduardo da Silva aos 25 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Maicosuel, aos nove minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Marcelo e João Paulo; Márcio Araújo(Eduardo da Silva), Victor Cáceres, Canteros, Luiz Antonio(Nixon) e Everton; Arthur(Lucas Mugni)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Jemerson, Edcarlos e Pedro Botelho; Rafael Carioca(Claudinei), Josué, Dátolo e Maicosuel(Luan); Diego Tardelli e Jô(André)
Técnico : Levir Culpi

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.