Camisa 7 de machucou no triunfo por 2 a 0 sobre o Atlético-PR, o primeiro do Santos após três derrotas seguidas. No domingo, equipe enfrenta o São Paulo, no Morumbi

Arouca chegou para a coletiva de imprensa no CT Rei Pelé, no início da noite desta quinta-feira e, como não podia ser diferente, o assunto era Robinho. Com um estiramento muscular na coxa direita, o camisa 7 do Santos dificilmente deve encarar o São Paulo neste domingo, no Morumbi, pela 17ª rodada do Brasileirão . Porém, o volante ainda não descarta uma surpresa.

"Eu não sei direito, mas esperamos que possa se recuperar a tempo de jogar o clássico. Sabemos da importância dele, pode decidir a qualquer momento. Mesmo chegando há pouco tempo, estava bem, entrosando bastante. Esperamos que não fique de fora", disse Arouca, que atuou com Robinho em 2010 e analisou as mudanças do jogador após quatro anos.

"Está mais maduro, com 30 anos, experiente. Está nos ajudando bastante. Lamentamos ter saído ontem (quarta), ficamos na expectativa de que não seja grave. É ídolo, craque e um jogador desse não pode ficar fora. Esperamos que se recupere", prosseguiu o volante.

Ao contrário da triste notícia da perda de Robinho, Arouca admitiu que a vitória por 2 a 0 em cima do Atlético-PR, na última quarta-feira, representou muito para o Peixe, que vinha de três derrotas seguidas.

"É um alívio. Bom estar vencendo. Ainda mais vindo de sequência negativa, que estava nos incomodando bastante. A equipe jogou bem, criou bastante, mas a bola não estava entrando e levando gol por descuido. Sabíamos que a vitória ia acontecer. A bola voltou a entrar, não sofremos nenhum tipo de perigo de gol. E sabemos da qualidade da equipe", falou Arouca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.