Tamanho do texto

Goleiro viu a bola bater em seu braço esquerdo e entrar nas suas próprias redes na derrota por 2 a 1 para o Sport

Fabio sai errado do gol e manda a bola contra o próprio gol
Renato Spencer/Getty Images
Fabio sai errado do gol e manda a bola contra o próprio gol

No domingo, Fábio assumiu a responsabilidade pelo lançamento errado que deu a bola para o São Paulo abrir o placar. Nesta quarta-feira, porém, negou falha em seu gol contra. O goleiro do Palmeiras reclamou de falta de Neto Baiano para explicar a bola que deixou bater em seu braço esquerdo e desviou em suas redes.

"Não falhei. Tentei sair na bola e o Neto Baiano me deslocou. Perdi o equilíbrio e aconteceu o que aconteceu", explicou o camisa 47 ainda no intervalo, apesar de, no lance, ter trombado com Tobio, seu companheiro, com Neto Baiano mais próximo do argentino do que do goleiro.

No segundo gol, no qual defendeu chute na pequena área e viu Marcelo Oliveira salvar na linha da meta, lamentou por não ver ninguém acompanhar Patric, que soltou a bomba na sobra de fora da área. "Tomamos o segundo gol por desatenção, no rebote", analisou.

O resultado é uma frustração para o goleiro, também, por conta da postura ofensiva que o time adotou, com quatro atacantes no segundo tempo. "Ficamos no desespero para fazer o gol e tentar ajudar, mas, infelizmente, não deu", falou, tentando explicar a virada.

"Nos primeiros minutos, merecemos um resultado melhor. Lutamos e fizemos o gol. Mas recuamos e não demos continuidade. Sofremos dois gols e abaixamos a guarda. Continuamos atacando, atacando, e não deu. É difícil jogar aqui contra o Sport", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.