Equipe do interior paulista chega a 25 pontos, apenas dois atrás do último entre os atuais classificados para a Série A em 2015

Após 25 anos, Ponte Preta e Joinville voltaram a se enfrentar. Desta vez, em partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Atuando no Estádio Moisés Lucarelli, a Macaca triunfou por 2 a 0, com gols de Rafael Costa, e Rodinei, e manteve o tabu sobre o clube catarinense, que jamais pontuou diante dos alvinegros fora de casa.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

Com o triunfo, a equipe de Campinas chega aos 25 pontos, ocupando a oitava posição. Por sua vez, o Coelho segue com 26 somados, figurando no sexto posto.

O próximo compromisso dos comandados de Guto Ferreira ocorre nesta terça-feira (19), às 19h30 (de Brasília), diante do América-RN, na Arena das Dunas. Já o Coelho mede forças com o Boa Esporte, no mesmo dia e horário, na Arena JEC.

Visitantes criam primeiro, mas Ponte marca e contém ímpeto

Logo aos dois minutos, o Joinville chegou com perigo à área alvinegra e quase inaugurou o marcador. Se aventurando no ataque, o zagueiro Bruno Aguiar finalizou firme e exigiu defesa em dois tempos de Roberto, que esbravejou com seus companheiros após a intervenção. Porém, com sete jogados, a Ponte Preta foi às redes. Preocupados com o centroavante Rafael Costa, os defensores catarinenses se esqueceram de Roni, que testou para o fundo da rede um cruzamento preciso, executado por Élton, na ponta direita.

Com lucidez, a Macaca controlou o jogo e soube desarmar as investidas mandantes. Apagado, o camisa 10 tricolor Marcelo Costa foi advertido com o cartão amarelo aos 26 minutos, após falta dura cometida em Roni. Quando o relógio apontou a marca dos 28, Jonathan Cafu escapou pela ponta direita, ganhou na velocidade dos defensores e finalizou firme, mas mandou à esquerda do experiente Ivan.

Sem se acomodar, a equipe da casa continuou pressionando. Com 33 jogados, Rodnei escapou pela ponta direita, invadiu a área e finalizou firme. Porém, encobriu o travessão sulista. Aos 40 minutos, Jonathan Cafu avançou e cruzou na área. Agarrado por Bruno Aguiar, Rafael Costa não conseguiu concluir e viu o árbitro alagoano Charles Hebert Cavalcante Ferreira ignorar a marcação de pênalti.

Com inteligência, equipe de Guto Ferreira amplia

Com oito jogados, a Ponte Preta perdeu a chance de inaugurar o marcador. Elton carregou a bola com liberdade e serviu para Roni. O meia finalizou, mas viu Bruno Aguiar afastar o lance em cima da linha. Impaciente, Hemerson Maria sacou o meia Eduardo Ramos e promoveu a entrada do atacante Edigar Júnio, mas o esquema 4-3-3 empregado não surtiu o efeito esperado.

Aos 35, foi a vez do veterano goleador Schwenck dar as caras no JEC, substituindo o jovem Fernando Viana. Porém, quem foi às redes, novamente, vestia preto e branco. Aproveitando bola espirrada pela defesa, Rodinei teve calma para tirar Anderson Conceição do lance e estufar as redes de Ivan, fechando o placar.

FICHA TÉCNICA  -  PONTE PRETA-SP 2 x 0 JOINVILLE-SC

Local : Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP
Data : 15 de agosto de 2014, sexta-feira
Horário : 21 horas (de Brasília)
Árbitro : Charles Hebert Cavalcante Ferreira-AL
Assistentes : Adeílton Guimarães da Hora-AL e Thalis Augusto Monteiro-AL
Cartões amarelos : Fernando Bob, Jonathan Cafu e Roni (Ponte Preta-SP); Bruno Aguiar e Marcelo Costa (Joinville-SC)

GOLS :
PONTE PRETA-SP : Roni (aos 7’ do 1T) e Rodnei (aos 44' do 2T)

PONTE PRETA-SP : Roberto; Rodnei, Tiago Alves, Diego Sacoman e Bryan; Fernando Bob (Adílson Goiano), Elton, Adrianinho (Rodolfo) e Roni (Alexandro); Jonathan Cafu e Rafael Costa
Técnico : Guto Ferreira

JOINVILLE-SC : Ivan; Edson Ratinho, Anderson Conceição, Bruno Aguiar e Bruno Costa (Rogério); Everton, Washington, Marcelo Costa e Eduardo Ramos (Edigar Júnio); Fabinho e Fernando Viana (Schwenck)
Técnico : Hemerson Maria

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.