Tamanho do texto

Depois de vencer primeiro duelo por 3 a 0 e ir para o intervalo em vantagem, time carioca permite reação no segundo tempo

Max marcou um dos cinco gols do América/RN sobre o Fluminense
Alexandre Loureiro/Inovafoto/Gazeta Press
Max marcou um dos cinco gols do América/RN sobre o Fluminense

Em uma das maiores surpresas já registradas no Maracanã, o Fluminense foi goleado pelo América-RN por 5 a 2 nesta quarta-feira, resultado que decreta a eliminação da Copa do Brasil. Depois de ter vencido o duelo de ida por 3 a 0 na casa do adversário, o time carioca viu o adversário fazer um grande segundo tempo, alcançando um feito que nem o mais otimista dos seus torcedores poderia esperar.

O atacante Fred, que completou 200 partidas com a camisa do Fluminense, marcou o seu primeiro gol depois da Copa do Mundo, mas acabou deixando o campo no intervalo, sentindo dores no joelho esquerdo. A torcida tricolor vaiou muito a equipe durante todo o segundo tempo e, principalmente, no final da partida, quando o vexame foi confirmado.

O jogo

Diante de um público muito pequeno, o Fluminense começou a partida no ataque e antes do primeiro minuto, já causou a primeira dificuldade para o goleiro Fernando Henrique em cobrança de falta, mas o zagueiro Cleber salvou e evitou a conclusão de Fred.Aos dois minutos, após boa troca de passes, Bruno penetrou pela direita e cruzou para Rafael Sobis que entrava pelo meio, mas o zagueiro Márcio Passos meteu o bico da chuteira e desviou para escanteio.

O América que só mostrava preocupações defensivas, só chegou na área tricolor aos oito minutos, quando Marcio Passos lançou Arthur Henrique na área, mas o zagueiro Fabrício bloqueou a conclusão do atacante da equipe potiguar.

Aos 16 minutos, o América marcou o primeiro gol. Após cruzamento na área, a zaga tricolor afastou com defeito. A bola ficou com o lateral-direito Marcelinho que se livrou dos marcadores e chutou forte para colocar a bola nas redes de Diego Cavalieri.

O Tricolor das Laranjeiras partiu para buscar o empate, mas as tentativas se limitaram a cruzamentos que eram facilmente neutralizados pela zaga do América. Só aos 23 minutos, é que o time dirigido por Cristovão Borges voltou a incomodar, em chute de Chiquinho que foi defendido com facilidade por Fernando Henrique.

Aos 25 minutos, Bruno recebeu ótimo passe de Rafael Sobis e cruzou para a entrada de Cícero que cabeceou forte, mas Fernando Henrique defendeu com segurança.

Fred comemora primeiro gol após a Copa
Ruano Carneiro/ Agif/Gazeta Press
Fred comemora primeiro gol após a Copa

O Fluminense passou a apertar em busca do gol do empate. Aos 28 minutos, Carlinhos cruzou, a zaga afastou mal e Cícero apanhou o rebote e bateu forte, mas a bola saiu perto da trave direita. Quatro minutos depois, o Fluminense chegou ao empate. Cícero enfiou passe preciso para Fred que esperou a saída de Fernando Henrique para tocar no canto direito. Foi o primeiro gol do artilheiro depois da Copa do Mundo.

Empolgado com a igualdade, o time tricolor aumentou a pressão e marcou o segundo gol, aos 36 minutos. Fred cruzou para Chiquinho finalizar à queima-roupa. Fernando Henrique defendeu parcialmente e Cícero apanhou o rebote e mandou para o fundo do gol.

Logo depois, Fred dividiu uma jogada com Max e teve que deixar o campo para ser atendido, por estar sentindo dores no joelho esquerdo.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com Walter no lugar de Fred que não suportou as dores no joelho. E o América, também modificado, chegou ao empate, aos cinco minutos. Max foi bem lançado entre os zagueiros e tocou,com precisão, na saída de Diego Cavalieri.

O Tricolor das Laranjeiras mostrava insegurança no setor defensivo, uma vez que Elivelton e Fabrício mostravam desentrosamento e facilitavam as manobras do ataque da equipe nordestina. Aos 14 minutos, Rodrigo Pimpão foi lançado em velocidade, penetrou na área e bateu cruzado,mas Diego Cavalieri defendeu com o peito e mandou para escanteio. Na cobrança, Max saltou livre e cabeceou para fora, perdendo uma oportunidade incrível para marcar o terceiro gol.

Insatisfeito com o rendimento da equipe tricolor, o técnico Cristovão Borges decidiu colocar o argentino Dario Conca em campo, no lugar do improdutivo Rafael Sobis.

O América mostrava um futebol mais organizado do que o apresentado pelo Fluminense que não conseguia evoluir ofensivamente. Aos 21 minutos, Alfredo foi lançado entre os zagueiros, mas Diego Cavalieri se antecipou e ficou com a bola. Logo depois, Alfredo voltou a cabecear, sem marcação, mas a bola saiu.

O time nordestino seguia mostrando mais objetividade e chegou ao terceiro gol, aos 30 minutos. Marcelinho fez lançamento para Alfredo, Diego Cavalieri saiu precipitadamente do gol e se atrapalhou com Elivelton, permitindo que Alfredo ficasse livre para marcar o terceiro gol.

Logo depois, Pimpão e Alfredo tabelaram e Alfredo encobriu Cavalieri, mas Elivelton,de cabeça, salvou em cima da linha. Na cobrança, Marcio Passos cabeceou com grande perigo.

A torcida tricolor perdeu a paciência e passou a vaiar os erros cometidos pela equipe que não conseguia se encontrar em campo. E a irritação aumentou quando o América marcou o quarto gol, novamente com Alfredo, aos 37 minutos.

Nervoso, o time tricolor partiu para tentar marcar um gol que afastasse definitivamente o perigo da desclassificação. Entusiasmado, o América continuava pressionando em busca do quinto gol que lhe daria a vaga e Rodrigo Pimpão quase aproveita nova confusão entre Diego Cavalieri e os zagueiros para colocar a bola nas redes.

Nos minutos finais, o Fluminense tentou segurar a bola para esfriar a pressão, mas acabou sofrendo o quinto gol aos 45 minutos, através de Rodrigo Pimpão que aproveitou nova falha da defesa tricolor para colocar a bola nas redes. No último lance da partida, Conca bateu falta e Fernando Henrique fez grande defesa, espalmando para escanteio e garantindo a classificação do América.

FICHA TÉCNICA - FLUMINENSE 2 X 5 AMÉRICA-RN
Local:
Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de agosto de 2014 (Quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Nadine Schramm Bastos (SC) e Angelo Rudimar Bechi (SC)

Gols
FLUMINENSE:
Fred, aos 32 minutos e Cícero, aos 36 minutos do primeiro tempo
AMÉRICA-RN:  Marcelinho, aos 16 minutos do primeiro tempo; Max, aos cinco minutos, Alfredo aos 30 e 37 minutos e Rodrigo Pimpão, aos 45 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Elivelton, Fabrício e Carlinhos: Valencia, Jean, Chiquinho (Wagner) e Cícero; Rafael Sobis (Conca) e Fred (Walter)
Técnico: Cristóvão Borges

AMÉRICA-RN: Fernando Henrique, Marcelinho, Cleber, Lázaro e Paulo Henrique; Marcio Passos, Tiago Dutra (Val), Andrezinho, Jeferson (Rodrigo Pimpão) e Arthur Henrique; Max (Alfredo)
Técnico: Oliveira Canindé

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.