Tamanho do texto

"A gente já teve algumas conversas, e elas não caminharam", disse o lateral-esquerdo do Corinthians

Fábio Santos, lateral-esquerdo do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Fábio Santos, lateral-esquerdo do Corinthians

Em negociação com o Corinthians para a renovação de seu contrato, Fábio Santos quer uma definição rápida para terminar a temporada sem essa pendência. Seu compromisso com o clube do Parque São Jorge expira no dia 31 de dezembro, e as tratativas não estão fáceis.

"A gente já teve algumas conversas, e elas não caminharam", comentou o lateral esquerdo, que era representado por Gilmar Rinaldi, novo dirigente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). As conversas agora são conduzidas por Álvaro Serdeira, que trabalhava com Gilmar.

O maior entrave é o tempo de contrato. A diretoria alvinegra oferece um ano para o atleta, que completará 29 no próximo mês. Pela idade e pela regularidade demonstrada - é titular desde a saída de Roberto Carlos, no início de 2011 -, Fábio se julga merecedor de um acordo mais longo.

"Já falei que meu desejo é permanecer. Estou tranquilo aqui, mais do que adaptado. A vontade é ficar, e eles também já manifestaram o desejo de que eu fique. Espero que tudo se resolva o mais rápido possível para que eu tenha uma tranquilidade maior", afirmou o lateral.

A pouco menos de cinco meses do fim de seu compromisso com o Corinthians, Fábio Santos já tem a possibilidade legal de acertar um pré-contrato com qualquer outro time. O que ele não quer. "Sou muito feliz. Conquistei muitos títulos aqui e tenho a ambição de conquistar ainda mais."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.