Meia questiona se as lesões que teve desde que voltou a o Brasil foram coincidência ou reflexo do excesso de treinos e partidas

Alex, meia do Coritiba
Julia Abdul-Hak/Agência Eleven/Gazeta Press
Alex, meia do Coritiba

Fora da partida diante do Paysandu pela Copa do Brasil após sentir uma lesão na panturrilha durante a partida diante do Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, o meia Alex desabafou nas redes sociais. O camisa 10 do Coritiba culpou o calendário e a desorganização do futebol no país por suas seguidas contusões, no ano que marca sua despedida dos gramados.

"É meu último ano com jogador de futebol profissional. Joguei de 1995 até 2009 sem nenhuma lesão muscular. No ano de 2009 tive a primeira lá no Fener. Fiquei fora por 14 dias e perdi uma partida. No sábado, diante do Fluminense, tive uma dor violenta na panturrilha, a mesma que me tirou das primeiras partidas do Brasileirão", afirmou o jogador, projetando perder uma sequência grande de partidas, mesmo em um prazo curto. "Aí começo a pensar que, se ficar 14 dias fora, corro o risco de perder, no mínimo, quatro jogos", completou.

Alex questionou se as lesões que teve desde que voltou a o Brasil foram coincidência ou reflexo do excesso de treinos e partidas. "Tive três lesões musculares no Coritiba. Num período de um ano e meio, e aí fico me fazendo várias perguntas. É o treino? São os campos de treino? Os campos de jogos? O calendário? Minha idade e já ser como um carro muito rodado? Ou seria um mero acidente que todos estamos sujeitos? Triste e chateado, porque faço o que sempre fiz para me manter em condições de jogar", lamentou.

Um dos líderes do Bom Senso FC, que luta por mudanças no futebol brasileiro, Alex deve se concentrar em sua recuperação nas próximas semanas para tentar ajudar o Coritiba a deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão e terminar sua carreira da melhor maneira possível. Dentro e fora de campo. "Paciência para tratar e poder retornar quando possível para fechar bem esse ciclo. Mas são perguntas que ainda não obtive resposta. Tive uma carreira extensa sem problemas musculares e de repente num espaço curto ter tido três. Mas, segue o baile!", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.