Tamanho do texto

Meio-campista foi substituído no segundo tempo e esbravejou contra o treinador ao sentar no banco de reservas

Paulo Baier não gostou de ser substituído contra o Cruzeiro, no último domingo
Fernando Ribeiro/Criciuma E.C.
Paulo Baier não gostou de ser substituído contra o Cruzeiro, no último domingo

Depois de se desentender com o experiente meia Paulo Baier durante o empate sem gols deste sábado contra o Cruzeiro no Heriberto Hülse, o técnico do Criciúma, Wagner Lopes, minimizou o episódio e explicou os motivos da substituição que deixou o jogador irritado.

"Tivemos chances nos contra-ataques, conforme já havíamos treinado anteriormente. Na minha visão, achei que o Baier já havia corrido demais e não conseguia mais articular. Foi uma responsabilidade que assumi. Acho que ele entende e respeita. O Paulo é importante, um líder", justificou Lopes.

Paulo Baier foi substituído durante o segundo tempo, enquanto o Cruzeiro crescia na partida, pelo jovem Lucca. O veterano se mostrou insatisfeito e chegou a esbravejar com o técnico ao sentar no banco de reservas. Após o apito final, no entanto, o meia disse estar tudo resolvido com o treinador.

O técnico ainda aproveitou para exaltar o bom desempenho apresentado pelo Criciúma diante do líder do Campeonato, apesar do resultado não ter sido o ideal, pelo fato da equipe ter jogado dentro de casa.

"Temos que valorizar quando jogamos desse jeito contra um time da qualidade deles. Marcamos agressivamente, sem dar espaço. Conseguimos recompor o meio de campo rapidamente e poderíamos ter sido mais felizes nas finalizações. Mas o time está de parabéns, mostrou que está no caminho certo", elogiou Lopes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.