Ricardo Goulart, que participou de dois lances polêmicos, deu a entender que o time vem sendo prejudicado por buscar o bi

O Cruzeiro não conseguiu ganhar pelo segundo jogo consecutivo. Mais uma vez fora de casa, o líder do Campeonato Brasileiro empatou com o Criciúma sem gols e pode ver sua vantagem no topo cair apenas para dois pontos. O time mineiro deixou o gramado do Heriberto Hulse com muitas críticas ao árbitro baiano Jaílson Macedo Freitas.

Ainda no primeiro tempo, a equipe teve um gol anulado depois de a arbitragem marcar uma falta de Ricardo Goulart sobre o zagueiro Fábio Ferreira. Já na volta do intervalo, o Cruzeiro voltou a balançar as redes, mas o assistente indicou impedimento.

Veja imagens dos jogos desta rodada do Campeonato Brasileiro:

Sem esconder a irritação com as marcações de Jaílson, o atacante Ricardo Goulart, que participou dos dois lances polêmicos, deixou a entender que o time vem sendo constantemente prejudicado por defender o título: "Vai ser difícil, pois sabemos como funciona o Campeonato Brasileiro".

"Na minha opinião, foram dois gols mal anulados. A gente tenta fazer o melhor, mas a arbitragem dá falta de um lado e do outro não dá. Fica difícil de falar. A arbitragem deixou muito a desejar. É difícil não citar isso, mas deixou muito a desejar. São pontos que arrebentam a gente. Estamos querendo jogar, fazer um futebol bonito, mas alguns detalhes sempre nos atrapalham", completou o zagueiro Dedé.

A queixa, porém, não foi apenas dos jogadores do Cruzeiro. Já na entrevista coletiva, o treinador Marcelo Oliveira falou sobre os dois lances e estendeu as críticas ao árbitro baiano por causa de outras jogadas. De acordo com o comandante celeste, o fato de Jaílson Macedo Freitas parar o jogo a todo momento com faltas prejudica o desempenho do time mais ofensivo em campo.

"A arbitragem deu muitas faltinhas, às vezes sem critérios. A falta no final do jogo foi clara, e ele deixou passar, não sei se pela pressão da torcida, É lamentável saber depois do jogo que o gol foi legítimo, não houve impedimento. Prejudicou, sim, mas não podemos falar dos méritos da equipe adversária", completou o treinador cruzeirense, que tenta o bicampeonato nacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.