Depois de dois empates, treinador conseguiu seu primeiro triunfo no retorno a Campinas e elogiou postura da equipe

A vitória da Ponte Preta diante do Bragantino, nesta sexta à noite, no Moisés Lucarelli, simbolizou mais do que a manutenção da invencibilidade como mandante. O placar de 1 a 0 marcou o primeiro triunfo de Guto Ferreira em seu retorno ao comando da equipe após um ano longe de Campinas. Depois de acumular dois empates seguidos, o técnico garante que os três pontos trarão confiança ao elenco.

Treinando a equipe há cerca de quinze dias, Guto fez questão de elogiar a postura da Ponte Preta jogando dentro de casa e ainda fez menção ao próximo confronto. "A equipe foi forte defensivamente, teve qualidade ofensiva e competência para fazer o gol contra uma equipe que veio aqui para jogar por uma bola. A vitória vai fazer com que a equipe se encorpe e se torne mais forte para a próxima partida contra o Joinville", comentou.

Ao analisar a partida contra o Bragantino, o comandante parabenizou a entrega da equipe, mas fez apontamentos quanto à queda de rendimento durante a segunda etapa. "Tivemos que ter total nível de concentração para não deixar os buracos que eles queriam para jogar. No primeiro tempo fomos seguros, no segundo fizemos o gol e depois houve uma queda até porque eles se atiraram em busca do empate. Aí faltou um pouquinho de força para nos impormos diante desta situação e matarmos o jogo em um contra-ataque", ponderou.

O lateral direito Rodinei, que disputou o último Paulistão pelo Penapolense, fez sua estreia pela Ponte, integrando os onze iniciais da equipe, e teve a atuação elogiada pelo treinador. "Ele fez uma partida bastante importante e sólida. Marcou bem e teve uma saída de qualidade com poucos erros. Tem dez dias a menos de trabalho do que o restante do grupo e saiu aos 30 minutos do segundo tempo com câimbras. Ele vai ganhar ritmo com a sequência de jogos", apontou Guto Ferreira.

Na próxima rodada, a equipe do interior paulista recebe o Joinville no Moisés Lucarelli, a partir das 21h. A partida deverá marcar a reestreia de Renato Cajá, após dois anos longe da equipe. Devidamente inscrito no boletim diário da CBF, o meio-campista está à disposição da comissão técnica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.