Em evento amistoso e beneficente, Vaticano voltará a organizar uma seleção do país para disputar um jogo contra os veteranos do Borussia Monchengladbach, na Alemanha

Minutos depois do anúncio na Praça São Pedro, um dos símbolos do Vaticano, de que Jorge Mario Bergoglio seria o novo Papa, diversas fotos do pontífice com a camisa de seu clube do coração se espalharam pelas redes sociais. No dia 13 de março de 2013, o mundo soube que Francisco, nome escolhido pelo argentino, era fanático pelo San Lorenzo. O fato, porém, não influenciou apenas o time de Buenos Aires.

Com quase um ano e meio de papado, Bergoglio vem confirmando a hipótese que é um apaixonado por futebol. No final de 2013, quando o San Lorenzo voltou a vencer o Campeonato Argentino, afirmou estar muito feliz pelo título. Na surpreendente campanha da Libertadores deste ano, também recebeu o elenco de seu time do coração no Vaticano.

Confira:  Planejamento e ajuda divina levaram San Lorenzo do caos à final da Libertadores

Nesta semana, Francisco usou sua paixão para dar segmento a uma ideia já elaborada com o seu antecessor, Bento XVI. Em um evento de caráter amistoso e beneficente, o Vaticano voltará a organizar uma seleção do país, com a participação de órgãos variados, como a Gendarmeria, a Guarda Suíça Pontifícia e a Secretaria de Estado, para disputar um amistoso contra os veteranos do Borussia Monchengladbach, na Alemanha.

De acordo com os organizadores da partida no próximo domingo, a formação de um time da Santa Sé teve que passar pela aprovação de Francisco, o que não representou muitas dificuldades. Em entrevista à Rádio do Vaticano, o monsenhor Guillermo Karcher revelou que o projeto vem sendo elaborado desde 2011 e ganhou ainda mais força com a eleição do pontífice argentino.

"Isto é bonito. A continuidade. Quando o Papa Francisco soube, não fez outra coisa senão aplaudir a iniciativa. Conhecemos o seu espírito esportivo. Gostaria de sublinhar justamente esta continuidade: os dois Papas, viram de modo claro a importância do esporte. Um time composto por tantos jogadores excelentes, que representam o mundo vaticano", explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.