Após pausa para a Copa do Mundo, time venceu um jogo, empatou outro e perdeu dois no Brasileirão

O terceiro jogo seguido sem vitória no Campeonato Brasileiro, o segundo no Morumbi, motivou as primeiras vaias da torcida do São Paulo no segundo semestre. Derrotar o Vitória, no domingo, em casa, tornou-se obrigação para impedir o início de uma crise, na opinião de Alan Kardec.

"Se não acontecer, é natural que haja cobrança. Não sabemos até quando o torcedor terá paciência, até porque, quando as vitórias não vêm, isso nos incomoda em primeiro lugar", disse o atacante, na manhã desta terça-feira, após treino na Barra Funda.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Nós nos cobramos todos os dias, os treinamentos são pegados, com muita garra e dedicação. A cobrança maior começa aqui dentro, e o torcedor é reflexo. Temos que buscar as vitórias. A margem de pontos perdidos já extrapolou o limite que tínhamos. Temos que buscar vitórias o mais rápido possível", ressaltou, na sequência.

O ponto do último sábado, contra o Criciúma, foi o quarto conquistado pela equipe de Muricy Ramalho nas quatro rodadas disputadas depois da Copa do Mundo (duas delas como mandante).

E mais:  Luis Fabiano volta a correr em campo e Kaká treina com bola

"Todos esperavam que fosse um numero maior de pontos, até por causa das partidas em casa. Só que, no futebol, às vezes acaba não acontecendo. Todos estamos extremamente chateados, pelo que produzimos, pelo que foi criado, pelos três pontos não terem sido conquistados. Só o trabalho nos dará posição confortável. O líder não abriu mais pontos. Temos que conquistar o maior número de pontos possível", reforçou Kardec.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.