Torcedor da equipe catarinense teria jogado uma garrafa de água no gramado quando árbitro descia para o vestiário

O Avaí pode se complicar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em razão de problemas durante a partida contra o Luverdense, em casa, pela Série B do Campeonato Brasileiro .

Na súmula do confronto, o árbitro Francisco de Assis Almeida Filho relatou que uma garrafa plástica teria sido arremessada por um torcedor da equipe catarinense no gramado da Ressacada.

"Quando estava dentro do túnel que dá acesso ao vestiário da arbitragem, veio em minha direção um policial militar com uma garrafa de água plástica na mão, informado que esta foi arremessada pela torcida do Avaí FC em direção do campo de jogo", escreveu o árbitro no documento oficial.

Ciente da situação, Sandro Barreto, advogado da equipe catarinense, afirmou que não se preocupa com o ocorrido. De acordo com a legislação, o Avaí pode perder mandos de campo.

"Prontamente identificamos o torcedor e escrevemos um boletim de ocorrência. Estamos preparados para um possível julgamento no caso. Não estamos contando com a possibilidade de perder nenhum mando de campo. Estamos trabalhando e confiantes que temos uma boa defesa", afirmou Barreto ao Diário Catarinense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.