Time catarinense venceu os pernambucanos por 3 a 0 e saiu da última posição do Campeonato Brasileiro

Marco Antonio comemora gol do Figueirense na vitória sobre o Sport
Eduardo Valente/Gazeta Press
Marco Antonio comemora gol do Figueirense na vitória sobre o Sport

Quem viu o Figueirense jogar neste domingo é capaz de jurar que o time não briga contra o rebaixamento. Impondo-se no jogo e pressionando o Sport , a equipe catarinense manteve bom ritmo para fazer 3 a 0 com Léo Lisboa, Clayton e Marco Antônio. A primeira vitória em casa neste Campeonato Brasileiro faz o Furacão do Estreito sair da lanterna e mantém o Leão da Ilha fora do G4.

O triunfo deixa o Figueirense com 10 pontos e na 18ª colocação do Brasileirão. A equipe catarinense tenta manter a reação no clássico contra a Chapecoense, às 18h30 (de Brasília) do próximo dia 10, em duelo válido pela 14ª rodada do campeonato.

Já o Sport perde a chance de adentrar no G-4 do Brasileirão ao estacionar nos 21 pontos. A equipe pernambucana permanece na quinta colocação e tenta vaga entre os primeiros contra o Flamengo, às 16 horas (de Brasília) do próximo dia 10, também pela 14ª rodada.

O jogo - A partida começou bastante truncada, com lances ríspidos e algumas faltas nos primeiros minutos. Pressionando a saída de bola do Sport, o Figueirense esteve mais próximo do gol adversário, mas sofreu com a contusão precoce de Kléber. Principal armador da equipe, ele sentiu dores musculares e acabou substituído ainda nos lances iniciais.

Sem seu principal criador, o Figueirense tentou propor o jogo, mas sem saber ao certo o que fazer com ela. Aproveitando a indecisão adversária, o Sport foi agudo e levou perigo em chute de Zé Mário da entrada da área. O lance isolado acordou o Furacão do Estreito, que aos 19 minutos levou muito perigo em cabeceio de Thiago Heleno que obrigou Magrão a fazer grande defesa à queima-roupa.

No escanteio, logo depois, a bola pipocou dentro da pequena área do Sport e Patric e Renê precisaram intervir em cima da linha para evitar o gol do Figueirense. Apesar de cair de produção nos minutos seguintes, o time da casa seguiu melhor em campo, voltando a levar perigo em chegada de Léo Lisboa após cruzamento de Leandro Silva.

De tanto martelar, o Figueira enfim construiu o gol aos 41 minutos. Avançando pelo meio, Jean Carlos limpou a jogada para servir Léo Lisboa na direita. O meia ajeitou para a canhota e bateu cruzado do bico da grande área, buscando o ângulo oposto, para vencer Magrão e inaugurar o marcador.

Após o intervalo, o Sport voltou esteticamente diferente por trocar de camisa e passar a usar rubro-negro, mas não mostrou a mesma transformação em campo. O Figueirense seguiu com maior iniciativa, visitando a área do Leão da Ilha com frequência. Léo Lisboa teve duas boas chances, mas desperdiçou ambas ao testar sem ângulo após cruzamento de Rivaldo e, em seguida, chutar fraco para defesa tranquila de Magrão.

Desorganizado, o Sport só levou perigo ao gol de Tiago Volpi na bola aérea. Aos 15 da etapa final, Renan subiu na segunda trave para desviar de cabeça, mas o goleiro apareceu bem para abafar. Na sequência, Renan foi novamente acionado pelo alto e desta vez errou o alvo, testando para fora.

Apesar da melhora do Sport, o Figueirense seguiu mais produtivo e resolveu a partida com Clayton. Ele substituiu Jean Carlos aos 22 do segundo tempo e logo mostrou serviço, fazendo boa finalização em seu primeiro lance e vendo Rithelly salvar em cima da linha. Sete minutos depois, porém, ninguém conseguiu impedir o segundo gol do Figueira: Clayton foi acionado às costas da zaga e tocou por baixo de Marcão para ampliar.

Melhor postado em campo, o Furacão do Estreito aproveitou desatenção da defesa adversária para transformar o volume de jogo em gols. O segundo gol resolveu o jogo no Orlando Scarpelli, mas o triunfo não parou por aí. Aos 38 minutos, Marco Antônio recebeu de Cereceda dentro da área e teve tranquilidade para escolher o canto antes de cabecear para dar números finais à vitória.

FICHA TÉCNICA - FIGUEIRENSE 3 X 0 SPORT

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 3 de agosto de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Cartões amarelos: Léo Lisboa (FIGUEIRENSE) e Durval (SPORT)

GOLS:
Figueirense: Léo Lisboa, aos 41 minutos do primeiro tempo; Clayton, aos 23, e Marco Antônio, aos 39 minutos do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Leandro Silva, Thiago Heleno, Marquinhos e Roberto Cereceda; Paulo Roberto, Rivaldo, Kleber (Léo Lisboa) e Marco Antônio; Jean Carlos (Clayton) e Ricardo Bueno
Técnico: Argel Fucks

SPORT: Magrão; Patric (Vitor), Ewerton Páscoa, Durval, Renê; Rithelly, Wendel, Zé Mário (Renan); Ananias (Danilo), Felipe Azevedo e Neto Baiano
Técnico: Eduardo Baptista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.