Atacante francês David Trezeguet deixará o Newell’s Old Boys para defender o Pune City, time da primeira divisão indiana

Trezeguet pelo Newell's Old Boys
Divulgação
Trezeguet pelo Newell's Old Boys

Há dois anos a Índia tentou entrar na rota de grandes jogadores em fim de carreira, buscando criar uma liga de futebol aos moldes do futebol chinês. A iniciativa na ocasião não deu certo, mas não parece ter desanimado os dirigentes do país. Nesta quinta-feira, o atacante francês David Trezeguet anunciou que deixará o Newell’s Old Boys para defender o Pune City, time da primeira divisão indiana.

"Parece-me bom começar a promover esses lugares", afirma o jogador de 36 anos, explicando sua escolha. "Para mim será algo novo, uma experiência de vida muito interessante e estou feliz. Vamos ver o que acontece."

De show a casamento coletivo, estádios buscam alternativas de uso após a Copa

O atleta é até aqui o principal nome para chamar atenção na Indian Super League, que reunirá oito times com algumas estrelas internacionais. Os participantes são franquias, a exemplo do que acontece na Major League Soccer, liga que reúne equipes dos Estados unidos e do Canadá. O Pune City, destino de Trezeguet, é mantido pelos donos da Fiorentina, da Itália.

Além do francês, estão confirmados o meia espanhol Luis García, reforço do Atlético Kolkata, e o lateral-esquerdo Joan Capdevilla, campeão mundial com a Espanha em 2010 que fechou com o North East United.

Em 2012, a Índia tentou fortalecer o campeonato com estrelas internacionais, mas a ideia não vingou. Na ocasião, os argentinos Crespo e Sorín, o italiano Cannavaro, o inglês Robbie Fowler e o espanhol Morientes chegaram a ser anunciados para serem leiloados entre as franquias, mas a ideia naufragou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.