Equipe carioca venceu por 2 a 0 na ida, em Campinas, e carrega ótima vantagem para o confronto de volta, nesta quarta-feira

Com uma situação bem tranquila, o Vasco tenta confirmar a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, às 22h, quando recebe a Ponte Preta , em São Januário, pela rodada de volta da terceira fase da competição.

A equipe carioca ganhou na ida por 2 a 0 e agora pode perder até por um gol de diferença que mesmo assim vai avançar. Ao time paulista, resta devolver os 2 a 0 e forçar a disputa de pênaltis ou vencer por três ou mais gols de vantagem. Triunfo por dois gols de diferença também serve para a Ponte, mas a partir de 3 a 1, uma vez que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

Apesar da boa vantagem obtida em Campinas, o Vasco prega um discurso de que não há nada resolvido.

"É preciso ter a consciência de que conseguimos apenas uma grande vantagem, mas que não nos garante nas oitavas de final. Já tivemos algumas experiências de jogos muito complicados quando todos esperavam que haveria uma certa tranquilidade. Nosso time tem qualidade e todas as condições de garantir a classificação no Rio de Janeiro, mas jogando com responsabilidade", afirmou o jovem atacante Thalles.

Uma prova de que não pretendem usar a vantagem obtida no primeiro jogo é que os vascaínos prometem uma postura ofensiva.

"O Vasco tem uma maneira de jogar que sempre busca o resultado positivo, independentemente do adversário ou do momento vivido na competição. Sabemos que conseguimos um resultado importante na partida de ida, mas a melhor maneira de usar essa vantagem é minimizá-la e mostrar que queremos voltar a ganhar, dessa vez dentro de nossa casa", disse o lateral-esquerdo Diego Renan.

Em termos de escalação, o técnico do Vasco, Adilson Batista, não sabe se poderá contar com o volante argentino Aranda, se queixando de dores na região dos glúteos. Caso ele não possa atuar, a tendência é que Dakson ganhe uma oportunidade entre os titulares. Recuperado de uma inflamação no joelho direito, o zagueiro Rodrigo será a grande novidade entre os titulares e reaparece na vaga de Luan, que ficará como opção no banco de reservas.

Pelo lado da Ponte Preta, a principal novidade é a estreia do técnico Guto Ferreira, que chega com a missão de fazer o time render bem mais em campo. O treinador promete empenho já neste duelo com os vascaínos.

"Nós vamos a campo com dignidade, em busca de um resultado positivo que devolva ao torcedor da Ponte o orgulho de ver o time em campo, brigando por vitórias", disse Guto.

Guto Ferreira não quis antecipar a escalação que pretende mandar a campo, porém, sabendo das poucas chances de inverter o resultado, ele deverá preservar algumas peças importantes de olho na Série B. Casos, principalmente, de atletas mais veteranos, como o atacante Edno. O zagueiro Tiago Alves, o lateral esquerdo Bryan e o volante Élton, que já defenderam outros times na Copa do Brasil, também ficam fora. Os 11 titulares, no entanto, só deverão ser divulgados no vestiário, minutos antes do confronto.

Além do jogo de ida, as duas equipes se enfrentaram no último sábado, em Campinas, pela Série B do Campeonato Brasileiro, e empataram sem gols. Nesta competição, ambos aparecem na parte intermediária da tabela de classificação, buscando engrenar para chegarem ao G4.

FICHA TÉCNICA
VASCO X PONTE PRETA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de julho de 2014 (Quarta-feira)
Horário: 22h(de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (Fifa-AL)
Assistentes: Fábio Pereira (Fifa-TO) e Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa-SE)

VASCO: Martin Silva, Carlos César, Rodrigo, Douglas Silva e Diego Renan; Pablo Guiñazú, Fabrício, Aranda (Dakson) e Douglas; Thalles e Kleber Gladiador
Técnico: Adilson Batista

PONTE PRETA: Roberto, Rodinei, Luan, Diego Sacoman e Magal; Adilson Goiano, Alef, Juninho e Adrianinho; Cafu e Rafael Costa
Técnico: Guto Ferreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.