Lateral operou o joelho direito no primeiro semestre e agora, à disposição de Luxemburgo, volta a brigar por espaço na equipe

O lateral-direito Léo, em ação diante do Bolívar pela Copa Libertadores deste ano
Buda Mendes/Getty Images
O lateral-direito Léo, em ação diante do Bolívar pela Copa Libertadores deste ano

O elenco do Flamengo se reapresentou na manhã desta terça-feira, após a segunda-feira de folga, para a realização de um treino físico no Ninho do Urubu. O semblante dos jogadores não lembrava em nada o da semana passada, quando ainda tentavam entender a goleada de 4 a 0 para o Internacional, a agressão dos torcedores e a lanterna do Campeonato Brasileiro . Agora, após a vitória de 1 a 0 sobre o Botafogo, mesmo seguindo na zona de rebaixamento, o clima está mais ameno e de otimismo.

Os jogadores estavam mais tranquilos, brincando uns com os outros. Porém, quem sorriu mesmo foi o técnico Vanderlei Luxemburgo ao ser informado sobre a presença no treino do lateral-direito Léo. O jogador participou das atividades e passou a ser cogitado para o duelo contra a Chapecoense , no próximo domingo, às 16h, na Arena Condá, em Chapecó, pela 13ª rodada do Brasileirão.

Léo operou o joelho direito no primeiro semestre. Depois do recesso do Campeonato Brasileiro por conta da Copa do Mundo, acabou sentindo os reflexos da inatividade e permaneceu no departamento médico. Agora tentar retomar sua trajetória e repetir as boas atuações do ano passado, quando se destacou com a camisa do Atlético-PR.

Caso entre em campo, Léo vai fazer a sua estreia no Campeonato Brasileiro, já que não atua desde o Campeonato Carioca. O jogador é visto como a melhor opção para substituir Leonardo Moura, que foi advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Botafogo e terá que cumprir suspensão. Ainda para a partida diante da Chapecoense, Vanderlei Luxemburgo não vai poder contar com o volante paraguaio Víctor Cáceres, que foi expulso diante do Botafogo e terá que cumprir suspensão. O jogador deverá ser substituído por Amaral, que volta de suspensão, ou por Recife. O volante argentino Héctor Canteros e Muralha são as demais opções. Outro que fica à disposição após cumprir suspensão é o zagueiro Chicão, que não enfrentou o Botafogo e pode ocupar o posto de Marcelo.

"Tenho tempo para trabalhar a equipe e por isso não preciso antecipar o que pretendo saber. É bom ter o Chicão de volta, assim como saber que temos boas opções para a vaga do Cáceres", disse Luxemburgo.

No treino desta terça-feira o goleiro Felipe trabalhou com o grupo, mas a situação dele segue indefinida, assim como a do meia Elano. Ambos não foram relacionados para o duelo contra o Botafogo. A situação do arqueiro, porém, é mais complicada pois, no passado, Vanderlei Luxemburgo não gostou de saber que o jogador ficou satisfeito quando ele deixou o Flamengo. O elenco do Flamengo volta a trabalhar na tarde desta quarta-feira, enquanto que a quinta-feira será de trabalho em período integral. A delegação embarca para Chapecó na sexta-feira para evitar que o desgaste da viagem possa prejudicar o desempenho do time.

Fora de campo a diretoria está tentando trabalhar para contratar os reforços pedidos por Vanderlei Luxemburgo. Porém, as dificuldades financeiras estão atrapalhando planos mais ambiciosos, já que a prioridade neste momento é manter as finanças em dia e evitar que os jogadores acabem tendo que sofrer com constantes atrasos salariais.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.