CLube diz que tamanho do estádio permitirá renda maior e mais espaço para que os rubro-negros vejam o time

O Sport divulgou as seis partidas que disputará na Arena Pernambuco pela Série A do Campeonato Brasileiro. Os adversários serão: Palmeiras, no dia 20 de agosto, Santos, 10 de setembro, Internacional, 17 de setembro, e Flamengo e Fluminense, dias 9 e 23 de novembro, respectivamente.

O técnico Eduardo Baptista não considera a mudança prejudicial à equipe. "Claro que a Ilha do Retiro é a nossa casa, mas precisamos também da força da nossa torcida para fazer da Arena Pernambuco um 'caldeirão'. Certamente não teremos dificuldades lá, até porque já fomos campeões duas vezes esse ano jogando em arenas. Além disso, a maioria dos nossos jogos fora de casa serão realizados em arenas e por isso é importante a adaptação".

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Sobre o acordo selado com o estádio, o vice-presidente de futebol do Leão, Arnaldo Barros, vê vantagens tanto para o clube quanto para os torcedores.

"Primeiro, temos uma vantagem financeira. Segundo, a possibilidade de jogar num estádio com capacidade maior, dando oportunidade a uma quantidade maior de rubro-negros de assistirem ao jogo no estádio. E terceiro, a preparação dos nossos atletas, que jogarão 80% das partidas na Série A em arenas. Isso foi basicamente o que nos motivou".

O dirigente também fez questão de esclarecer que o Sport preservou os privilégios a sua torcida. "Agora nós também tivemos o cuidado de preservar as prerrogativas para os proprietários de camarotes e titulares de cadeiras cativas. Conseguimos uma localização diferenciada para os sócios e mantivemos o valor do ticket médio para todos, além de assegurar o ‘Todos Com a Nota’ para o torcedor de menor renda. Também estamos tentando meios que facilitem a mobilidade dos torcedores nos dias de jogos".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.