Tamanho do texto

Defensor ficou com a braçadeira de capitão na decisão do torneio e levantou a taça do título continental no Mineirão

O título da Recopa Sul-Americana foi especial para o zagueiro atleticano Leonardo Silva. No duelo contra o Lanús, o defensor do Atlético-MG ficou com a braçadeira de capitão e coube ao jogador levantar a taça de campeão. Essa foi a primeira vez que Leonardo Silva teve essa experiência.

"Já levantei muitos troféus, mas este foi o primeiro como capitão. Fico feliz de estar erguendo esta taça e gravando mais uma vez meu nome na história do clube. E compartilhando com todos que estão presentes. Foi uma vitória sofrida, mas foi emocionante", declarou.

Tradicionalmente, Réver é o capitão do Atlético-MG, mas o zagueiro sofreu lesão no tornozelo e só voltou a atuar na decisão contra o Lanús. Alegando coerência, o técnico Levir Culpi optou por deixar Leonardo Silva como capitão na final.

O Atlético-MG, porém, encontrou dificuldades na partida, e por pouco o zagueiro ficou sem levantar a taça. "Eu não esperava que fosse assim, ainda mais pelo começo do jogo. Mas tudo mundo está de parabéns pela superação", disse Léo Silva.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.