Na zona de rebaixamento, equipe tem o pior ataque do Brasileirão, com apenas cinco gols marcados

Sem tempo para digerir a eliminação na Copa do Brasil, que ocorreu após derrota nos pênaltis para o Bragantino , o elenco do Figueirense precisa voltar às atenções para a Série A do Brasileiro, já que enfrenta uma situação delicada no torneio. Na zona de rebaixamento, o time catarinense tem o pior ataque da competição, com apenas cinco gols marcados, e para mudar o cenário, terá o setor ofensivo reforçado por dois jogadores que, finalmente, tiveram a documentação regularizada.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Contratados no recesso para a Copa do Mundo, Mazola e o uruguaio Bruno Fornaroli, ambos atacantes, tiveram os nomes inscritos no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF na última segunda-feira e estão com a situação regularizada. Porém, ambos ainda não poderão ser relacionados pela comissão técnica, pois precisam aprimorar a condição física.

Na tarde desta quarta-feira, o elenco se reapresenta no CT do Cambirela para iniciar a preparação visando a partida contra o líder Cruzeiro, sábado, em Belo Horizonte (MG). Contestado por grande parte da torcida após a derrota para o Bragantino, Guto Ferreira se diz tranquilo no comando da equipe e projeta uma recuperação.

"Não podemos ficar lamentando, temos que levantar a cabeça. Saímos machucados sim, mas só tem uma maneira de ficar melhor: erguer a cabeça e seguir", analisou. "Estou muito tranquilo quanto ao que venho fazendo. Tenho noção do que passo para direção, nem tudo é possível fazer, e você busca fazer o que pode dentro daquilo que tem", acrescentou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.