"Cheguei para trabalhar e recebi um comunicado que meu contrato estava rescindido", disse o atleta, rebatido pelo Fla: "O referido contrato não foi rescindido, permanece em vigor"

Agredido por um grupo de torcedores organizados no último domingo, após a derrota por 4 a 0 do Flamengo para o Internacional, o lateral esquerdo André Santos diz que foi dispensado pelo Rubro-Negro na manhã desta terça-feira. Segundo o clube, porém, o contrato dele segue em vigor, embora o caso esteja sendo analisado.

André Santos em ação contra o Inter
Getty Images
André Santos em ação contra o Inter

Confira classificação, notícias, jogos e artilharia do Brasileirão

"Hoje de manhã cheguei para trabalhar no meu clube e recebi um comunicado do diretor executivo que meu contrato estava rescindido. Foi uma decisão deles, e não uma decisão minha", disse André Santos em nota publicada por sua assessoria de imprensa.

O Flamengo, também em comunicado oficial, contesta a informação. "O Clube de Regatas do Flamengo esclarece que o referido contrato não foi rescindido, permanecendo totalmente em vigor", diz o texto. "A diretoria do clube está analisando, juntamente com o jogador e seu representante, todo o ocorrido até o momento visando uma solução que seja adequada tanto para o atleta quanto para o Flamengo".

Leia também: Dirigente nega dispensas e diz que elenco está “inconformado”

O vínculo do jogador com o Flamengo vai até agosto de 2015. Nos 11 meses a serviço do Flamengo, André Santos disputou 48 jogos, marcou quatro gols, deu nove assistências e conquistou dois títulos: Copa do Brasil, em 2013, e Campeonato Carioca, este ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.