Paulistas se mantiveram na segunda colocação, enquanto os baianos seguem ameaçados pelo rebaixamento

Almejando arrancar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro após a realização da Copa do Mundo, o Corinthians não passou de um empate sem gols com o Vitória na tarde deste domingo, no Barradão. O placar refletiu o que aconteceu em campo - nada.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

Com o resultado, o Corinthians se manteve na vice-liderança da competição, mas agora mais distante do Cruzeiro. O time paulista, que vinha de vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, soma 20 pontos, contra 25 do mineiro. O Vitória tem 8 e segue ameaçado de rebaixamento.

Corinthians e Vitória duelaram no Barradão e empataram
FELIPE OLIVEIRA/ Agif/Gazeta Press
Corinthians e Vitória duelaram no Barradão e empataram

Neste meio de semana, contudo, o Corinthians interromperá momentaneamente a preocupação com o Campeonato Brasileiro. A equipe de Mano Menezes receberá mais uma equipe baiana, o Bahia, pela Copa do Brasil na noite de quarta-feira.

Pelo Brasileiro, o Corinthians disputará o primeiro clássico com o Palmeiras na arena de Itaquera na tarde de domingo. Um dia antes, o Vitória (já eliminado da Copa do Brasil) buscará a reabilitação diante do Criciúma, no Heriberto Hülse.

O jogo - Quando pisou no gramado do Barradão, o técnico Mano Menezes já se adiantou para alertar que o Corinthians não poderia encarar a partida contra o Vitória como uma extensão do jogo com o Internacional. "Não podemos nos acomodar", disse. Seus jogadores, no entanto, não mudaram tanto o estilo desinteressado do segundo tempo da rodada passada na primeira etapa em Salvador.

Mesmo entusiasmado pelo bom reinício de Campeonato Brasileiro, o Corinthians encontrou dificuldades de criação diante do Vitória. O time da casa marcou sob pressão desde os minutos iniciais de jogo, sem economizar nos carrinhos, o que irritou o centroavante Paolo Guerrero.

Do outro lado, o Corinthians também não se intimidou para conter o ímpeto adversário com jogadas mais ríspidas. Uma delas fez o lateral esquerdo Fábio Santos se machucar logo no primeiro minuto. Ele ainda mancou durante um tempo, porém conseguiu permanecer em campo.

Fagner era bem mais acionado do que Fábio Santos. Empolgado com o gol que marcou sobre o Inter, o lateral buscou bastante o jogo pela direita, alternando tabelas com Jadson e Guerrero. Dentro da área, Luciano se mostrou pouco eficaz para completar as jogadas, na maioria das vezes interceptadas pela zaga do Vitória.

Como resposta, a equipe rubro-negra apostou em alguns lançamentos longos. E ficou constantemente em posição de impedimento, o que deixou ainda mais parado e monótono os 45 minutos iniciais de partida.

Para tentar dar mais mobilidade ao Vitória nos 45 finais, o técnico Jorginho trocou Richarlyson por Cáceres. Mano Menezes retornou a campo conversando com Renato Augusto, mas decidiu esperar um pouco mais para fazer alguma alteração. Afinal, dizia-se satisfeito com a posse de bola do Corinthians até então.

Como ter volume de jogo continuou a não significar oportunidades de gol, Mano trocou Petros por Renato Augusto aos dez minutos. E levou um susto pouco depois, quando Caio (em posição de impedimento) cabeceou a bola na trave. Em consequência ou não, voltou a mexer em seguida, com Romarinho na vaga de Luciano. O Vitória foi de Josa no lugar de Adriano.

As mudanças não se refletiram no panorama da partida, ainda sem graça. Dinei deu um dos raros chutes a gol aos 18 minutos e enfim obrigou Cássio a trabalhar. Wilson, por sua vez, sujava ainda menos o uniforme. O Corinthians até ganhou velocidade com Romarinho, mas insistia nas ligações diretas para o ataque e quase não incomodava o goleiro do Vitória.

Nos minutos finais, as duas equipes usaram as suas últimas forças em busca do resultado positivo. Quem mais chegou perto do gol foi o paraguaio Romero, substituto de Jadson, que deu uma boa cabeçada em cobrança de falta e parou em bela defesa de Wilson.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 0 X 0 CORINTHIANS

Local : Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data : 20 de julho de 2014, domingo
Horário : 16 horas (de Brasília)
Árbitro : Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes : Kleber Lucio Gil e Carlos Berkenbrock (ambos de SC)
Cartões amarelos : José Welison (Vitória); Jadson (Corinthians)

VITÓRIA : Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Euller; Adriano (Josa), José Welison, Richarlyson (Cáceres) e Léo Costa (William Henrique); Caio e Dinei
Técnico : Jorginho

CORINTHIANS : Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros (Renato Augusto) e Jadson (Romero); Luciano (Romarinho) e Guerrero
Técnico : Mano Menezes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.