Tamanho do texto

Time de Curitiba volta a jogar na Arena da Baixada, mas partida, válida pela 11ª rodada do Brasileiro, será com portões fechados

Paulo Baier, hoje no Criciúma, foi ídolo quando jogou no clube do Paraná
Getty Images
Paulo Baier, hoje no Criciúma, foi ídolo quando jogou no clube do Paraná

O Furacão vai finalmente reencontrar seu caldeirão. Sem disputar uma partida oficial desde dezembro de 2011 na Arena da Baixada, o Atlético Paranaense retornará à sua casa, mas ainda não para os braços de sua torcida. Ainda cumprindo punição imposta pelo STJD, o Rubro-Negro recebe o Criciúma , neste domingo, às 18h30 (de Brasília), com portões fechados em um jogo cheio de simbolismo. Tem a luta por um lugar no G-4 do Campeonato Brasileiro , tem o reencontro com Paulo Baier e, claro, 90 minutos de silêncio no estádio padrão Fifa.

Na última partida realizada antes das obras, uma vitória sobre o Coritiba, por 1 a 0, um dos presentes era o volante Deivid, que alguns anos depois espera dar sequência ao trabalho com mais um resultado positivo, agora sobre o Tigre. "Recordo muito bem da última partida oficial em que pude estar presente na Arena. Saímos com uma vitória nesta partida pelo Brasileirão. Espero retornar ao estádio em um jogo oficial e conquistar a vitória novamente", projetou.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Campeonato Brasileiro

Fora da vitória sobre o Flamengo para cumprir suspensão, o volante rubro-negro entra na briga com Derley, Otávio e Paulinho Dias por uma vaga, mas considera a briga saudável, pelo bem de um time competitivo, com opções. "Para chegar longe, o time não pode ter só um jogador para a posição, mas um elenco todo de qualidade. Sabemos que tem que ser deste modo. E quem estiver em campo tem que atuar com muita pegada", afirmou.

O técnico Doriva terá ainda outro retorno para contar com força máxima em campo. O lateral esquerdo Natanael, que também ficou de fora do reinício da competição por conta de cartões, reaparece no time naturalmente e deve ficar com a vaga de Lucas Olaza. No ataque, Marcelo pode voltar a ser opção no banco. Porém, se entrar em campo, não poderá defender outro time na temporada, inviabilizando uma possível negociação.

Pelo Tigre, a vitória emocionante sobre o Fluminense no meio de semana promete ser a principal motivação da equipe, que ainda busca se afastar da parte de baixo da classificação e não deixar os líderes fugirem demais. E o símbolo dessa arrancada pode ser um velho conhecido da torcida atleticana. Paulo Baier, o grande destaque da vitória sobre os cariocas, está em grande fase e pode fazer a diferença em favor dos catarinenses.

O técnico Wagner Lopes, no entanto, terá três desfalques para montar o time. O zagueiro Sérgio Escudero cumprirá suspensão automática e Ronaldo Alves deve aparecer na vaga. Pelo mesmo motivo ficará de fora o lateral Eduardo. Maicon Silva é o favorito para entrar. Já o goleiro Luiz sentiu uma lesão na panturrilha e foi vetado pelo departamento médico. Bruno e Galatto disputam um lugar como titular.

FICHA TÉCNICA:  ATLÉTICO-PR X CRICIÚMA-SC

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 20 de julho de 2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa-SE) e Ivaney Alves de Lima (SE)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Cleberson, Léo Pereira e Natanael; Derley, Deivid (Otávio), Bady e Marcos Guilherme; Douglas Coutinho e Ederson
Técnico: Doriva

CRICIÚMA-SC: Galatto (Bruno); Maicon Silva, Fábio Ferreira, Ronaldo Alves e Bruno Cortez; Serginho, João Vítor, Paulo Baier e Rafael Costa (Rodrigo Souza); Silvinho e Bruno Lopes
Técnico: Wagner Lopes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.