Para piorar, o clube enfrenta problemas financeiros e encontra dificuldades para trazer mais reforços ao elenco

A situação do Coritiba no Campeonato Brasileiro vai de mal a pior. Após a derrota para o Botafogo por 1 a 0 no último sábado, em Volta Redonda, a equipe segue na zona de rebaixamento e soma apenas sete pontos. O técnico Celso Roth falou sobre o momento ruim do clube, lamentou a derrota e reconheceu a força dos adversários cariocas.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

"A gente não explica derrota, não tem o que explicar. A gente vem trabalhando, o time forçou o Botafogo, que se defendeu praticamente o tempo todo depois do gol, mas não dá para tirar o mérito deles. Temos que melhorar e sair dessa situação. Os jogadores realmente estão tentando de todas as maneiras, mas é isso, temos provações na vida e estamos passando por isso. Se desistirmos, pior fica. Temos que continuar ouvindo as reclamações dos torcedores, que têm suas razões, mas temos a consciência de que o trabalho que está sendo bem feito", afirmou o comandante.

Para piorar, o clube enfrenta problemas financeiros e encontra dificuldades para trazer mais reforços ao elenco. Durante a intertemporada, a equipe trouxe o meia-atacante Elber, o volante Hélder e o atacante Martinuccio, emprestados pelo Cruzeiro, Bahia e Fluminense, respectivamente. Para Roth, a equipe tem que fazer o melhor com o que tem à disposição.

"Esses são os nossos jogadores. Não adianta o torcedor gritar, berrar, são os nossos jogadores, coisa que herdamos, coisa que o Coritiba financeiramente tem a possibilidade de fazer. A gente conversa, a direção tem a ciência do que nós estamos falando", afirmou o técnico.

Com o setor ofensivo enfraquecido, há a possibilidade do time buscar jogadores para fortalecer o setor ofensivo. "É o último salto que poderemos dar em termos de capacidade financeira, mas não adianta queremos mudar tudo. Vamos trabalhar com esses jogadores, mas eles têm hombridade, estão correndo e tentando. Pode faltar a qualidade, mas quem tem força para lutar daqui a pouco vira", finalizou Roth.

A próxima chance do Coxa buscar uma reação na Série A será diante do Grêmio, no domingo (27), às 18h30 (de Brasília), na Arena do Grêmio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.