Tamanho do texto

Após empate, time carioca partiu para cima do América-RN, mas esbarrou na grande atuação do goleiro Fernando Henrique

Reaberto ao público depois de seis rodadas, o estádio de São Januário ficou lotado, na tarde deste sábado, para a partida entre Vasco e América-RN , pela Série B do Campeonato Brasileiro . Só que a torcida cruz-maltina saiu frustrada e vaiou o time no empate por 1 a 1.

O placar impediu que a equipe carioca se aproximasse das primeiras posições na tabela de classificação. Douglas e Diego Renan, contra, marcaram os gols.

O resultado fez o Vasco permanecer na sétima posição com 18 pontos ganhos, enquanto o América soma 17 pontos na oitava colocação. O time carioca começou bem, permitiu o empate e quando partiu para a vitória encontrou o goleiro Fernando Henrique em tarde inspirada.

Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar a Ponte Preta, em Campinas. O América-RN terá o América-MG, pela frente, em Natal.

Vasco e América-RN se enfrentaram pela Série B, em São Januário
Wagner Meier/Agif/Gazeta Press
Vasco e América-RN se enfrentaram pela Série B, em São Januário

O jogo

Diante de um público numeroso e entusiasmado, o Vasco começou a partida tentando se impor diante do adversário, e logo, aos dois minutos, Diego Renan fez boa jogada pela esquerda e invadiu a área, mas o goleiro Fernando Henrique evitou a conclusão, mandando a bola para escanteio.

O América adotava uma postura cautelosa, mantendo apenas o atacante Isac isolado entre os zagueiros da equipe carioca. O Vasco,por sua vez, adiantava a marcação para dificultar a saída de bola da equipe potiguar.

Aos 12 minutos, Kleber e Thales fizeram ótima tabela e o Gladiador cabeceou com muito perigo, mas a bola tirou tinta da trave direita, para alívio do goleiro Fernando Henrique que estava batido.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias da Série B do Brasileiro

Muito recuado, o time rubro de Natal chegou, pela primeira vez na área carioca, aos 15 minutos em chute cruzado de Isac que Martín Silva defendeu sem dificuldades.

Aos 21 minutos, o Vasco marcou o primeiro gol. Após lançamento de Luan, Thales disputou a bola com Roberto Dias e caiu na entrada da área. O árbitro marcou falta e Douglas, com grande categoria, colocou a bola no ângulo esquerdo de Fernando Henrique que nem se mexeu.

O gol aumentou o entusiasmo da torcida que encontrava tempo até para entoar paródias destinadas ao rival Flamengo, aproveitando o canto dos torcedores argentinos durante a Copa do Mundo.

Logo depois de abrir vantagem, o Vasco perdeu o meia Pedro Ken que deixou o campo lesionado no joelho direito.O paraguaio Aranda entrou em seu lugar e, na primeira participação, recebeu o cartão amarelo por derrubar um adversário.

O time dirigido por Adilson Batista seguia com o controle da partida. Kleber recuava para buscar a bola e Douglas se metia no espaço criado pelo companheiro, criando dificuldades para a zaga americana.

Aos 34 minutos, o América fez a sua melhor jogada ofensiva. Depois de boa troca de passes,Jéferson lançou para Marcelinho que arriscou o chute, mas a bola subiu demais.

O Vasco chegou a colocar a bola nas redes, aos 38 minutos, em cabeçada do zagueiro Luan, mas a arbitragem marcou impedimento do jogador cruz-maltino.

Aos 42 minutos, o goleiro Fernando Henrique saiu com precisão e se antecipou ao zagueiro Douglas Silva que tentava cabecear um cruzamento de Douglas.

No último lance importante da etapa inicial, Rodrigo Pimpão fez boa jogada e lançou para Jeferson que chutou cruzado para boa defesa de Martín Silva.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. O América voltou um pouco mais solto dentro de campo, buscando mais o ataque,enquanto o Vasco mantinha o mesmo comportamento do primeiro tempo.

Aos sete minutos, o time de São Januário chegou, pela primeira vez, em cabeçada de Thales que passou perto da trave.

Um minuto depois, o América marcou o gol do empate. Jéferson investiu pela esquerda e chutou forte. A bola passou pelo goleiro Martin Silva e ao tentar afastar o perigo, Luan chutou em cima de Diego Renan e a bola entrou mansamente no canto esquerdo.

O Vasco partiu para a frente em busca do gol de desempate. E.aos 14 minutos, Thales teve a chance ao receber dentro da área, em ótimas condições, mas chutou errado. No minuto seguinte, Douglas lançou Aranda que, na corrida, mandou a bomba,mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.Aos 17 foi a vez de Aranda rolar para Carlos César arriscar, da entrada da área, e mandar para fora.

O time potiguar tentava se aproveitar do desespero do Vasco para tentar as jogadas ofensivas.Aos 20 minutos,Isac foi lançado entre os zagueiros,mas o goleiro Martín Silva conseguiu cortar com os pés.

A equipe carioca seguia pressionando e as dificuldades para penetrar na área faziam com que o time arriscasse de fora da área, como aconteceu com Diego Renan,aos 27 minutos, que mandou um chute rasteiro que Fernando Henrique defendeu com segurança.

Aos 33 minutos, o América perdeu uma grande oportunidade para marcar o segundo gol.Fabinho desviou de cabeça para Isac que,completamente livre,chutou para fora.Aos 36 minutos, novamente o goleiro Martín Silva apareceu bem para evitar o gol de Rodrigo Pimpão.

Adilson Batista ainda colocou o meia Dakson no lugar do cansado Douglas, mas a pressão do Vasco foi neutralizada pela defesa americana.

Nos minutos finais, o Vasco pressionou em busca do gol da vitória, mas o goleiro Fernando Henrique fez grandes defesas e manteve a igualdadade. Após a partida, a torcida vaiou o técnico Adilson Batista.

FICHA TÉCNICA: VASCO 1 x 1 AMÉRICA-RN

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ) 
Data: 19 de julho de 2014, sábado 
Horário: 16h20 (de Brasília) 
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF) 
Assistentes: Marrubson Melo Freitas e José Reinaldo Nascimento Júnior (ambos do DF) 
Cartões amarelos: Aranda, Guiñazu e Lucas Crispim (Vasco);Isac, Márcio Passos e Fabinho (América-RN) 

Gols:
VASCO: Douglas, aos 21 minutos do primeiro tempo 
AMÉRICA-RN: Diego Renan, contra, aos oito minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva; Carlos César (Lucas Crispim), Luan, Douglas Silva e Diego Renan; Pablo Guiñazú, Fabrício, Pedro Ken (Aranda) e Douglas (Dakson); Thalles e Kleber Gladiador 
Técnico: Adilson Batista

AMÉRICA-RN: Fernando Henrique; Marcelinho, Cleber, Roberto Dias e Wanderson; Márcio Passos, Val (Paulo Henrique), Fabinho e Jéferson (Jean Kléber); Rodrigo Pimpão e Isac (Alfredo) 
Técnico: Oliveira Canindé

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.