Tamanho do texto

John Alder e Liam Sweeney viajavam para acompanhar jogos da pré-temporada do time inglês na Nova Zelândia

O Newcastle confirmou nesta sexta-feira que dois torcedores do time estavam no voo MH17, da Malaysian Airlines, que caiu na quinta-feira no leste da Ucrânia. John Alder e Liam Sweeney fariam escala em Kuala Lumpur, na Malásia, e pegariam uma outra aeronave rumo a Nova Zelândia para acompanhar a pré-temporada do clube inglês na Oceania.

Mulher caminha no local onde avião da Malaysia Airlines caiu na Ucrânia
AP
Mulher caminha no local onde avião da Malaysia Airlines caiu na Ucrânia

"É com grande tristeza que nós recebemos hoje a trágica notícia da morte de John Alder e Liam Sweeney, dois dos mais leais torcedores do clube, que perderam suas vidas no voo MH 17 da Malaysian Airlines. Eles estavam viajando para a Nova Zelândia para apoiar o Newcastle United", disse o clube em um comunicado.

O Boeing 777-200ER da Malaysia Airlines caiu em solo ucraniano, perto da fronteira russa, matando todas as 298 pessoas a bordo (283 passageiros, sendo três crianças, e 15 tripulantes). Há suspeitas de que o voo tenha sido abatido, mas tanto o governo ucraniano quanto os separatistas pró-Rússia que travam confrontos na região leste negaram responsabilidade no incidente.

O governo da região de Donetsk disse nesta quinta-feira que o avião caiu perto da vila de Grabovo, que atualmente está sob controle dos separatistas. A região onde o voo foi perdido teve vários episódios de confrontos entre os dois lados em dias recentes.

O avião parece ter se quebrado antes do impacto no solo e os destroços em chamas — que incluíram partes de corpos e pertences dos passageiros — ficaram espalhados por uma ampla área.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.