A julgar pela satisfação com o que foi apresentado contra o Inter, a escalação do time será mantida no próximo domingo

Mano Menezes ficou satisfeito com o retorno do Corinthians ao Campeonato Brasileiro, com vitória por 2 a 1 sobre o Internacional em Itaquera e a segunda colocação assumida. Na briga pelo título, o treinador espera unir um futebol de qualidade com a raça exigida pela torcida alvinegra.

"A gente vem mudando o perfil da equipe na busca de um jogo mais bem jogado. Não vamos perder a característica do Corinthians, que é muito mais forte, o torcedor pede um Corinthians aguerrido. Mas não podemos confundir as coisas e achar que basta ser aguerrido", afirmou.

Confira a classificação e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

O meio-campo é um bom retrato do que busca Mano. A dupla de volantes é formada pelo forte Ralf e pelo técnico Elias. Um pouco à frente, estão o dedicadíssimo Petros e o hábil Jadson. Assim, na procura da melhor formação, está atualmente fora, por exemplo, o bom Renato Augusto.

Mano Menezes, técnico do Corinthians
Friedemann Vogel/Getty Images
Mano Menezes, técnico do Corinthians

"O que vale é a produção. E não é produção individual, é produção de equipe. Se u achar que produção vai ser maior com A, vai jogar A. Os jogadores são inteligentes a ponto de saber que só se pode disputar o Brasileiro com um grupo qualificado. Às vezes, o atleta não começa jogando, mas tem que estar preparado", disse o gaúcho.

A julgar pela satisfação com o que foi apresentado na última quinta, a escalação será mantida no próximo domingo, contra o Vitória. Mano chegou a se confundir, julgando que Guerrero havia levado o terceiro cartão amarelo, mas o centroavante poderá ser escalado em Salvador.

Ótima notícia para o chefe, que voltou a fazer elogios ao futebol que vem apresentando o peruano. A melhora do camisa 9 na temporada tem muito a ver com seu condicionamento físico, e o treinador demonstrou satisfação com todo o elenco nesse sentido após a pausa no Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo.

"A parada foi boa para todos. Todos os jogadores, individualmente, terminaram a preparação melhor. Aí, é possível se trabalhar com intensidade que a gente quer", disse Mano, usando números de metros percorridos a cada dez minutos de jogo para comprovar essa situação.

Animado com o que viu até aqui e feliz com o preparo de seus atletas, o treinador apontou ainda maiores razões para otimismo com a integração de reforços. Ángel Romero estreou no finalzinho da vitória sobre o Inter. Anderson Martins e Lodeiro trabalham para ficar à disposição. "Podemos melhorar."

Mano aprova Elias

Elias teve sua primeira partida oficial desde o retorno ao Corinthians aprovada pelo chefe. Embora espere uma melhora com um entrosamento maior com os companheiros, o técnico Mano Menezes disse ter gostado da movimentação do volante, que ficou feliz por fazer parte da primeira vitória do time alvinegro no estádio de Itaquera.

"Foi bom para tirar essa zica logo. A gente espera não vencer uma só, quer vencer várias. O torcedor fica mais perto, e a gente quer fazer uma união perfeita: correr dentro do campo e ele empurrar ali do lado. Se for assim, a gente pode ser imbatível aqui", afirmou o jogador de 29 anos, mais experiente e menos veloz do que na primeira passagem pelo clube.

"Não vai ser com a mesma frequência que vou chegar ao ataque, dar carrinho. Mas, na medida do possível, vou me dedicar. Foi um pouco complicado ficar três meses sem jogar, mas, aos poucos, vou adquirindo a minha melhor forma física", acrescentou Elias, substituído por Bruno Henrique já no finalzinho do triunfo por 2 a 1 sobre o Internacional.

Sem fazer uma partida excepcional, o camisa 7 já deu mais fluência ao meio de campo do Corinthians. Seus passes rápidos - além do desempenho satisfatório na marcação - deixaram satisfeito o treinador, que espera mais quando o atleta estiver com um maior ritmo de jogo.

"Você tem novos companheiros pela frente, uma nova equipe, e precisa se moldar, mesmo tendo características fortes e extremamente positivas. Óbvio que ainda falta um pouco de ritmo para todos, foi possível ver isso na última parte. Vamos crescer na competição certamente, mas a primeira amostragem do Elias foi boa", avaliou Mano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.