Tamanho do texto

Veterano foi fundamental na vitória por 3 a 2 sobre o Fluminense, no retorno do Campeonato Brasileiro

Paulo Baier comemora um de seus gols na vitória diante do Fluminense
Fernando Remor/AGP/Gazeta Press
Paulo Baier comemora um de seus gols na vitória diante do Fluminense

Aos 39 anos, Paulo Baier está longe de deixar de ser decisivo para o seu time. Nesta quarta-feira, o experiente jogador foi mais uma vez o nome do jogo. Com dois gols e uma assistência, o meia foi fundamental na vitória do Criciúma, por 3 a 2, sobre o Fluminense , no Heriberto Hulse. Ainda assim, usou sua liderança para dar uma bronca em seus companheiros no final da partida.

Após um bom primeiro tempo, Paulo Baier sofreu pênalti, cobrou com categoria e abriu o placar. O jogador ainda foi o responsável por balançar as redes pela segunda vez e cobrou falta para Serginho marcar o terceiro. Com 3 a 0 de vantagem, o Criciúma tinha uma vitória tranquila, mas deixou o Fluminense crescer, fazer dois gols, e passou sufoco no fim.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

"O gol nos deu tranquilidade e fomos bem no primeiro tempo. Porém, terminamos a partida com muito sufoco. Não podemos abrir 3 a 0 e sofrer tantos descuidos. É preciso trabalhar e treinar para melhorar mais. O torcedor não merece passar por tanto aperto", alertou Paulo Baier.

Questionado sobre o pênalti sofrido no primeiro tempo, que gerou muitas reclamações por parte dos jogadores do Fluminense, o armador do Criciúma foi convicto: "Foi um pênalti legítimo. Recebi um belo passe e acabei calçado pelo zagueiro. Não há o que discutir", garantiu o experiente jogador.

Antes ameaçado de rebaixamento, o Criciúma conseguiu dar um passo importante com a vitória desta quarta-feira, chegou aos 11 pontos somados e saltou para a 13ª colocação. Na próxima rodada, o time catarinense vai encarar o Atlético-PR, na Arena da Baixada, um dos palcos da Copa do Mundo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.