Goleiro marcou de pênalti na vitória por 2 a 0 sobre o Bahia e participou de atividade com reservas após os 90 minutos

Jogadores do São Paulo comemoram o gol de Rogério Ceni que abriu o placar contra o Bahi
Gazeta Press
Jogadores do São Paulo comemoram o gol de Rogério Ceni que abriu o placar contra o Bahi

O trabalho do goleiro Rogério Ceni não terminou quando o árbitro apitou o fim da partida com a vitória por 2 a 0 do São Paulo sobre o Bahia , pelo Campeonato Brasileiro. Depois do jogo da noite desta quarta-feira, o capitão se juntou a alguns reservas e fez um treino físico no gramado da Fonte Nova.

"Foi só para complementar. Trabalhei normal no jogo, mas, como viajamos a madrugada inteira, será mais difícil de treinar amanhã (quinta). Por isso, tenho de fazer assim, senão o peso aumenta", afirmou.

Veja como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro

O Tricolor tem treino agendado no CT da Barra Funda, na tarde desta quinta, mas a atividade deve ter ênfase para os reservas, enquanto os titulares farão trabalhos regenerativos.

Apesar de exigido em algumas jogadas do Bahia, Rogério Ceni sabe que seu time foi superior durante a maior parte do compromisso. O goleiro elogiou o desempenho da equipe, apesar de advertir que ainda há a necessidade de melhorar em alguns aspectos.

"Foi bom. Nosso time foi mais objetivo no primeiro tempo, e os gols no começo facilitaram. Tivemos boa posse de bola e, depois, conseguimos criar as jogadas. Não digo que tenha sido espetacular, mas fomos bem", comentou.

O próprio goleiro abriu o placar na Fonte Nova, convertendo pênalti aos 13 minutos do primeiro tempo. Aos 20, Alan Kardec marcou o segundo do Tricolor. "Tivemos tranquilidade por conta dos gols no começo e talvez a gente tenha perdido um pouquinho da objetividade depois, mas tivemos posse", concluiu o capitão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.