Tardelli elogiou postura da equipe na Argentina e reforçou importância de jogada de lateral que originou o gol atleticano

Ronaldinho tenta superar o goleiro Marchesin no primeiro jogo da final da Recopa
Victor R. Caivano/AP
Ronaldinho tenta superar o goleiro Marchesin no primeiro jogo da final da Recopa

O Atlético-MG está perto de conquistar o título da Recopa Sul-Americana. A equipe mineira foi até a Argentina, venceu o Lanús por 1 a 0 na partida de ida e pode empatar no duelo no Mineirão para ficar com a taça. Após o jogo, os jogadores alvinegros não esconderam a satisfação pela boa partida e pelo triunfo.

"Meio caminho andado já. Essa era a intenção nossa, fazer um bom jogo e não tomar gol. No segundo tempo, com contra-ataques rápidos, qualidade, então uma partida muito boa nossa hoje", disse Diego Tardelli em declaração ao canal Fox Sports.

O gol atleticano nasceu de uma cobrança rápida de lateral feita por Marcos Rocha, jogada que segundo Tardelli é treinada para surpreender os adversários. "Isso lembra um pouco o jogo contra o São Paulo na Libertadores do ano passado, quando o Jô fez o gol. Uma jogada forte nossa e que pega o adversário de surpresa, porque eles não estão esperando, e usamos a nossa malandragem dentro de campo", declarou.

No intervalo, o técnico Levir Culpi trocou Ronaldinho Gaúcho por Guilherme, que deu assistência para o gol de Tardelli. "Vitória importantíssima. A gente se preparou alguns dias para essa partida no sol da Argentina e foi bom. Saí do banco e graças a Deus pude ajudar da forma que eu esperava", comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.