Técnico tirou o meia ainda no primeiro tempo, mesmo depois de o camisa 10 ter dado a assistência para o primeiro gol

Responsável por articular as ações ofensivas do Figueirense , o jovem camisa 10 Léo Lisboa acabou surpreendido aos 36 minutos do primeiro tempo. Responsável por cruzar para o gol de Thiago Heleno, que abriu a vitória sobre o Coritiba no Couto Pereira, o atleta foi substituído pelo atacante Everaldo e foi para o banco de reservas insatisfeito.

Entretanto, a iniciativa do técnico Guto Ferreira deu certo e supriu a carência da equipe em dois fatores: além de prender mais a bola no campo de ataque, os alvinegros foram às redes pela segunda vez com o próprio Everaldo, aproveitando saída errada do clube mandante, quando o relógio apontava 23 minutos da segunda etapa.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Quando questionado sobre o sucesso da troca, o comandante analisou o motivo da substituição e exaltou a postura do plantel visitante durante os 90 minutos. "O Léo Lisboa começou muito bem e nos ajudou, principalmente ao cruzar para o Thiago Heleno marcar o primeiro. Porém, depois que saímos em vantagem, não conseguimos conter as ações no campo de ataque, pois o Coritiba veio forte. Assim, optei por colocar o Everaldo e fui feliz. Ele correspondeu taticamente e ainda ampliou o marcador", sintetizou.

Com o resultado positivo, o Figueirense chegou aos sete pontos e ultrapassou o Coritiba nos critérios de desempate. Curiosamente, até o momento, os dois triunfos dos catarinenses ocorreram em solo mandante. O primeiro, teve como palco a Arena Corinthians, onde houve vitória pelo placar mínimo sobre o time paulista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.