Tamanho do texto

"Nunca é fácil. Há um preconceito normal em relação a um jogador desconhecido de nome Petros", disse o meia

O meio-campista Petros acertou nesta terça-feira sua renovação no Corinthians e, ao festejar a permanência no clube, lembrou-se da época em que enfrentou desconfiança. Contratado depois de ter se destacado pelo Penapolense, o jogador manifestou sua empolgação por ter conseguido espaço rapidamente no time e até citou as brincadeiras de quando era criança.

"Nunca é fácil. Há um preconceito normal em relação a um jogador desconhecido de nome Petros. Mas cheguei ao Corinthians e mostrei trabalho em tão pouco tempo", afirmou, depois do treino desta terça-feira, no CT Joaquim Grava.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

No dia em que assinou um novo vínculo com o Corinthians, até dezembro de 2018 (o anterior venceria em março de 2015), o meio-campista disse ter se acostumado a superar as dificuldades desde a infância. "Sempre fui um cara muito bem resolvido. O bullying é uma coisa moderna, mas sofria isso desde a época da escola", disse.

Apesar de citar o bullying, o meio-campista explica que nunca permitiu que o desrespeitassem e mostra até bom humor. "Petros é um nome complicado, e no Nordeste muito mais. O pessoal achava um barato ter um colega de classe chamado Petros. Quando vou a um restaurante em que tem de deixar o nome, peço para um amigo falar, senão vou ter de ficar repetindo", explicou.

Nascido em Juazeiro, o jogador teve passagens por Vitória, Fluminense de Feira, Juazeiro, Juazeirense e Boa Esporte, antes de se destacar pelo Penapolense, no Paulistão passado. Assim, chamou a atenção do Corinthians, que o contratou por empréstimo.

Como rapidamente ganhou a confiança de Mano Menezes e passou a receber o assédio de outras equipes, o meio-campista assinou a renovação, depois de o Corinthians ter adquirido 50% de seus direitos por cerca de R$ 3 milhões.

"Sou um cara centrado e não existe acomodação em minha vida. Quando cheguei, muitas pessoas não acreditaram, mas procurei trabalhar e crescer. Sou um cara muito firme e honesto, e busco isso como linha de caráter", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.