Mouche, atacante, ganhou notoriedade ao atuar seis anos pelo Boca Juniors; já Tobio, zagueiro, teve parceria de sucesso com o técnico Gareca no Vélez. Ambos assinaram por cinco anos.

Fernando Tobio posa com a camisa do Palmeiras
Fabio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação
Fernando Tobio posa com a camisa do Palmeiras

O Palmeiras apresentou oficialmente, na manhã desta terça-feira, os reforços argentinos Pablo Mouche e Fernando Tobio. Das mãos do presidente Paulo Nobre, o atacante recebeu a camisa 14, que era usada pelo centroavante Alan Kardec, agora jogador do São Paulo. Enquanto isso, o zagueiro recebeu o número 2.

"Estou muito feliz  estar no Palmeiras. Me sinto muito acolhido nesse pouco tempo que estou aqui no Brasil e no Palmeiras. Tenho muitos sonhos e esperanças para cumprir aqui neste clube", declarou Mouche em entrevista coletiva nesta manhã.

Assim como o atacante hermano, Tobio também está muito satisfeito por vestir a camisa alviverde e também muito motivado. "Foi muito bom vir para cá. Estou muito feliz de estar aqui. Me adaptei aos poucos ao idioma, aos companheiros e ao local. Estamos já treinando para enfrentar grandes partidas", disse Tobio.

O clube anunciou oficialmente a contratação de Mouche no fim do mês de junho. O argentino assinou contrato de cinco anos e já está treinando com o elenco desde então. Nos jogos-treino promovidos na intertemporada, o jogador foi escolhido como titular pelo técnico Ricardo Gareca e já marcou gol e deu assistências.

O atacante ganhou notoriedade ao atuar seis anos pelo Boca Juniors. O bom futebol na Argentina chamou a atenção do Kayserispor, da Turquia, clube no qual Mouche disputou as duas últimas temporadas. Aos 26 anos, ele agora chega ao Brasil para ajudar o Palmeiras a conquistar uma taça no ano do Centenário.

Quanto ao zagueiro, o clube alviverde também assinou no fim de junho por cinco anos. O contrato entrou em vigência no dia 1º de julho, quando terminou o acordo com o Vélez Sarsfield, da Argentina, antigo time do defensor. Apesar disso, Tobio participou de toda a intertemporada palmeirense e também é considerado titular por Gareca.

No Vélez, a parceria entre Tobio e Gareca funcionou. Foram dois Torneios Clausura, um Torneio Apertura, um Campeonato Argentino e uma Supercopa Argentina. O defensor não esconde que o acerto do Palmeiras com o treinador influenciou sua contratação.

Com o reforço de Mouche e Tobio, o Palmeiras passa a ter cinco estrangeiros em seu elenco: os uruguaios Eguren e Victorino, o paraguaio Mendieta e os argentinos Pablo Mouche e Tobio.

''Protagonista da Libertadores''

Os atletas também exaltaram a história do time. "Eu sei que o Palmeiras é uma instituição muito grande do Brasil. É uma equipe muito conhecida tanto na América do Sul, como em todo o mundo. É uma equipe que tem uma grande história. Como jogador, quero ser campeão, conseguir muitos títulos com essa camisa. É um desafio e uma oportunidade muito boa para mim", destacou Mouche.

"O conhecimento sobre o Palmeiras é muito grande. Na Argentina, é caracterizado como protagonista da Libertadores da América. Comigo aqui, quero que o Palmeiras continue sendo destaque em todas as competições. Estou muito feliz de estar aqui", acrescentou Tobio.

A reestreia do clube no Campeonato Brasileiro será no dia 17 de julho, contra o Santos, na Vila Belmiro. Os palmeirenses, no momento, são apenas o 11º colocado na tabela de classificação na competição nacional, com 13 pontos, seis a menos que o líder Cruzeiro, e quatro vitórias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.