Presidente do clube lamenta que seja necessário abrir mão de apostas em detrimento da estabilidade econômica

Mais um jogador com status de promessa deixou o Flamengo . Na tarde da última sexta-feira, o clube acertou a negociação com o Cagliari, da Itália, pela totalidade dos direitos econômicos de Caio Rangel, de 18 anos. Apesar de não divulgar os valores da transação, o presidente Eduardo Bandeira de Mello deixou claro que os valores atingiram as pretensões.

Precisando administrar os salários atrasados e a relação com os jogadores, o cartola rubro-negro lamentou que seja necessário abrir mão de ‘boas apostas’ em detrimento da estabilidade econômica do clube.

"A realidade do futebol brasileiro é dolorosa. Temos que formar e vender, esse é o processo para que os clubes saiam da falência. A legislação atual é madrasta com os clubes, os jogadores ficaram muito animados com a possibilidade de jogar na Europa e seguir a carreira", explicou Eduardo Bandeira de Mello.

Há 11 anos na Gávea, Caio já teve passagens pelas categorias de base da Seleção Brasileira e era um dos destaques da base do Fla, seu time do coração. Com contrato até o início de 2015, o jogador iniciou as tratativas com a diretoria para renovar seu vínculo, no entanto, as negociações emperraram e o clube decidiu vendê-lo à Europa para diminuir a folha de pagamentos.

"Ninguém sabe qual é o momento certo de sair do país, mas tenho que pensar em mim e na minha família, pois isso pesa muito na decisão. Agradeço a todos os profissionais que me fizeram aprender muito aqui dentro. A torcida é maravilhosa e um dia quero voltar para dar alegrias à Nação", comentou o jovem atacante.

O atleta vai assinar um contrato com duração de quatro anos com o clube italiano e terá como companhia outra promessa das categorias de base do Mengão, o jovem meio-campista Adryan, que está emprestado ao Cagliari por uma temporada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.