Tamanho do texto

Jogador esteve tratando de uma inflamação no púbis e desfalcou o Santos em cinco partidas do Brasileirão

Leandro Damião está treinado forte para o retorno do Brasileirão
Ivan Storti/Divulgação Santos FC
Leandro Damião está treinado forte para o retorno do Brasileirão

O atacante Leandro Damião garante estar recuperado e pronto para "voltar a dar arrancadas". O jogador esteve tratando de uma pubeite e desfalcou o Santos em cinco partidas do Campeonato Brasileiro no primeiro semestre. O camisa 9 está à disposição de Oswaldo de Oliveira para o clássico da próxima quinta-feira, contra o Palmeiras, na Vila Belmiro.

"No começo foi complicado, estava jogando com dor e sabia que tinha que parar para ficar bem e equilibrar tudo. O tempo fora também foi bom para acalmar a cabeça e agora estou me sentindo bem, sem dores e pronto para dar arrancadas como sempre dei", garantiu.

Damião participou do segundo tempo do jogo-treino do Santos contra o Hortolândia neste sábado e marcou um dos 4 gols santistas no CT Rei Pelé. Feliz com o desempenho e empolgado com a recuperação, ele afirma que tem totais condições de fazer a diferença no segundo semestre.

"Foi bom para me soltar um pouco mais. Estou com o grupo, quero sempre estar jogando e não via a hora de sair logo do departamento médico. Consegui fazer um gol no meu primeiro toque na bola e estou muito feliz com a minha atuação", disse.

Durante o tempo de tratamento no Cepraf do Santos, o centroavante perdeu 4kg de gordura e ganhou 2kg de massa magra. Ao todo, foram 49 dias de tratamento e, de acordo com o fisioterapeuta da equipe, a manutenção terá de continuar até o fim da temporada.

"O corpo dele está diferente. Sabemos que está muito bem preparado. Conseguimos reequilibrar e reorganizar toda a estrutura corporal dele. Ele é um cara muito dedicado e sabe que precisará de fisioterapia todos os dias, ou seja, vai continuar sendo o primeiro a chegar e o último a sair", explicou Alex Evangelista.

Como a pubeite é um problema que acompanha o atleta, porém,  os médicos descartaram no momento a possibilidade de uma cirurgia. Operação que não está fora de cogitação caso a lesão volte a incomodar o camisa 9.

"Eu sempre me dedico ao máximo em tudo o que tenho que fazer. Fiquei nesse tempo todo, até mesmo durante a Copa, tratando em dois períodos e foi muito importante para me recuperar rápido e bem. Vamos continuar o tratamento para que as dores não retornem", finalizou Damião.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.