Campeão do Paulista comandando equipe do interior, técnico espera superar dificuldades para repetir campanha do time paranaense em 2013

Doriva, técnico do Ituano
Leandro Martins/Futura Press
Doriva, técnico do Ituano

As cores são as mesmas, mas os desafios de Doriva, que se destacou no primeiro semestre à frente do Ituano, no Campeonato Paulista, serão ainda maiores no comando do Atlético - PR, que se prepara para volta ao Campeonato Brasileiro , dia 16, contra o Flamengo. Em sua primeira entrevista como treinador do time paranaense, o paralelo entre os dois trabalhos foi inevitável, mesmo que desta vez tenha em mãos uma equipe menos experiente.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Estou conhecendo o grupo, mas as primeiras impressões foram ótimas. É um grupo com muito potencial, apesar de jovem", afirmou o treinador, que espera repetir, com as devidas adaptações, o estilo implantado na equipe paulista. "Eu gosto da maneira como a gente jogava em Itu  e com certeza a gente vai tentar algo parecido. Logicamente, você tem atletas com perfis diferentes. Aqueles atletas habituaram-se rapidamente a minha maneira de trabalhar, assimilaram e, principalmente, se comprometiam a fazer aquela proposta que a gente colocava", emendou, dando a dica aos jogadores que lutam por espaço.

O novo comandante, atento às tendências do futebol mundial, falou sobre sua filosofia de jogo, que já começou a testar durante a intertemporada. "O futebol moderno exige uma equipe que saiba se defender bem, que saiba o momento certo de atacar, que consiga manter a posse de bola ofensiva, que consiga jogar. Quando tem a possibilidade, ela propõe o jogo, mas quando precisa se defender, ela defende agrupada. A receita para o sucesso é você ter um time assim, que se doe e que coopere dentro de campo", explicou.

Com pés no chão, Doriva espera encontrar algumas dificuldades e, mesmo com a equipe na 12ª colocação, com 13 pontos, ainda está preocupado coma degola. Se conseguir superar os primeiros jogos, aí sim o pensamento será repetir a campanha de 2013. "Temos que pensar em se manter na primeira divisão. À medida que as coisas forem acontecendo, que o time for ganhando confiança e um espírito vitorioso, aí você começa a ambicionar algo mais. Ano passado, a equipe surpreendeu e conseguiu chegar à Libertadores. A gente espera repetir", concluiu.

* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.