Para o treinador, alguns gols sofridos no primeiro semestre foram de falhas no posicionamento dos atletas

De olho no retorno da disputa do Campeonato Brasileiro, o técnico Cristóvão Borges tem feito um trabalho especial com os jogadores do Fluminense para melhorar o setor defensivo da equipe, já que, segundo ele, alguns gols sofridos no primeiro semestre foram de falhas no posicionamento dos seus comandados. Nesta quinta-feira, o trabalho ficou nas situações de contra-ataque.

Depois da atividade técnica, os jogadores participaram de um exercício em que os atacantes partiam em direção ao gol com um número de jogadores sempre superior ao do setor defensivo. Cabia aos zagueiros evitar que os contra-ataques terminassem em situações fáceis de gol.

"Acredito que este período de treinos está sendo muito importante porque estamos conseguindo trabalhar situações de jogo que nem sempre é possível quando temos muitos jogos. O time só tem a ganhar com isso", exaltou Cristóvão.

Fora de campo, a diretoria intensificou as negociações com o atacante Wellington Nem depois que foi informada da presença do jogador no Rio de Janeiro. O atleta recebeu autorização do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, para deixar a pré-temporada do elenco, na Áustria, para tratar de uma pubalgia no Brasil. O time carioca tenta o empréstimo do jogador até o fim do ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.