Tamanho do texto

Clube, que não pode contar com o zagueiro Tobio com dores musculares, acabou a partida com dois jogadores expulsos

Guarani vence Palmeiras em jogo-treino
DIVULGAÇÃO/GUARANI
Guarani vence Palmeiras em jogo-treino

Dando continuidade aos trabalhos de preparação para a retomada do Campeonato Brasileiro , o Palmeiras realizou um jogo-treino contra o Guarani nesta quarta-feira, em Atibaia, no interior da cidade de São Paulo. O clube paulistano perdeu por 2 a 0 e teve dois jogadores expulsos. A baixa do confronto foi o zagueiro Tobio, que teve dores musculares na terça e foi poupado da atividade.

O duelo foi movimentado e o Guarani chegou mais vezes ao gol adversário, obrigando o arqueiro palmeirense executar algumas defesas difíceis. A melhor chance do Palmeiras foi em um cruzamento da esquerda do reforço argentino para Henrique, que cabeceou no travessão.

Veja lances da partida: 


Após um pequeno intervalo, a equipe do técnico Gareca voltou com modificações. O jovem da base, Erick, entrou no lugar de Henrique no ataque e Welington substituiu Lúcio. O Guarani então fez o primeiro gol com Silas e fechou a vitória com Joãozinho, que acertou um chute da meia-lua, sem chances de defesa para o goleiro Fábio.

Apesar de ter sido um jogo-treino, o duelo esquentou. Bruno César, que já tinha sido advertido com cartão amarelo na primeira etapa, acabou sendo expulso após falta dura. Mouche também foi amarelado por reclamação. Com um carrinho no campo de defesa, Diogo recebeu o vermelho direto. O Palmeiras, então, ficou com dois a menos e não conseguiu a recuperação.

 O atacante, que saiu reclamando muito da expulsão, relevou o nervosismo em campo. "Ficar nervoso é coisa do treino mesmo. Em uma jogada ou outra a gente acaba ficando irritado com o árbitro que não deu algumas faltas, mas isso é normal de jogo mesmo", destacou.

Bruno Cesar e Diogo são expulsos. Veja como foi:


Diogo ainda disse não ter ficado abatido com a derrota e tranquilizou os torcedores do Palmeiras, entre eles os que estavam hospedados no hotel em Atibaia, que ficaram apreensivos com o que viram. "Não tem que ficar preocupado. Tem muito tempo para a gente treinar e ajustar. Acho que o time sentiu mais o cansaço do que qualquer coisa", afirmou após o duelo.

A reestreia do time no Campeonato Brasileiro será no dia 17 de julho, contra o Santos, na Vila Belmiro. No momento, o clube é apenas o 11º colocado na tabela de classificação na competição nacional, com 13 pontos, seis a menos que o líder cruzeiro.

* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.