Cadu Gaúcho, além de gerente de futebol, assume o cargo de diretor técnico do clube catarinense

Tiago Luis comemora gol pela Chapecoense
Site oficial
Tiago Luis comemora gol pela Chapecoense

A diretoria da Chapecoense , visando manter o time na elite do futebol nacional, optou por modificar parte de sua estrutura técnica, apesar de apostar no treinador interino. Por meio do vice-presidente João Carlos Maringá, o clube anunciou, na última quarta-feira, a criação de um novo cargo na comissão técnica: o de diretor técnico.

Dessa forma, o gerente de futebol Cadu Gaúcho irá acumular duas funções ao se responsabilizar também pela diretoria técnica. Sobre os desafios desse novo ofício, Cadu afirmou não precisar modificar seus métodos de trabalho.

"Na rotina do dia a dia não muda muito, porque já estava acompanhando diretamente os jogos e treinamentos. O que muda é que agora vou ter mais liberdade para conversar com o treinador e com o elenco sobre a maneira de jogar, mas sabendo que a decisão final é sempre do técnico", comentou.

Com relação ao técnico para o restante da temporada, a diretoria da equipe catarinense resolveu cessar a procura por grandes medalhões e efetivar o interino Celso Rodrigues. Após a saída de Gilmar Dal Pozzo, Rodrigues o substituiu e somou, até o momento, duas vitórias - contra Palmeiras e Bahia - e uma derrota frente ao Internacional.

Até o reinício da competição nacional, o elenco realiza dois amistosos no Rio Grande do Sul, contra Juventude e Caxias do Sul, nos dias 10 e 12 de julho, respectivamente. A volta a campo pelo Campeonato Brasileiro está marcada para 19 de julho, sábado, diante do São Paulo, no Morumbi.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.