"Fernandão era fora de campo exemplo de caráter", escreveu a presidente, torcedora do Inter, em seu perfil nas redes sociais

Fernandão com a camisa do Internacional
Vipcomm
Fernandão com a camisa do Internacional

Torcedora declarada do Internacional , a presidente Dilma Rousseff, em seu perfil no Twitter , lamentou a morte de Fernandão , vítima de um acidente de helicóptero na madrugada deste sábado, no interior de Goiás. A mandatária gaúcha definiu o ex-centroavante como exemplo de caráter e o colocou como ídolo de todos que acompanham o futebol.

Leia mais: Fernandão, ex-jogador do Internacional, morre em acidente de helicóptero

"Lamento muito a morte de Fernandão, ídolo do Internacional e de todos os amantes do futebol. Campeão mundial de clubes dentro de campo, Fernandão era fora de campo exemplo de caráter", diziam as duas últimas postagens da presidente.


Além de Dilma, outros políticos manifestaram o sentimento de desalento pela morte do eterno capitão colorado. Governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro usou a mesma plataforma para se pronunciar: "A morte de Fernandão é a dolorosa notícia da manhã. Estamos todos tristes", sintetizou. Já o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, seguiu a mesma postura: "Acordamos com a triste notícia do acidente que vitimou o ex-atleta do Inter, Fernandão. Um exemplo de cidadão dentro e fora do campo".

Leia também: Sobis lamenta "dia trágico" e diz que Fernandão era como um pai

Por fim, Joseph Blatter, presidente da Fifa e maior autoridade do futebol, usou a língua portuguesa em seu perfil no Twitter para prestar condolências: "Profundo pesar por Fernandão, capitão do Internacional campeão da Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2006. Um líder dentro e fora de campo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.