Treinador acredita que seu time deu muita liberdade a Conca e Rafael Sobis nos 45 minutos finais diante do Fluminense

O técnico Muricy Ramalho lamentou a mudança na marcação do São Paulo do primeiro para o segundo tempo na derrota para o Fluminense, na noite desta quarta-feira. O time abriu vantagem antes do intervalo, mas foi dominado na etapa complementar e acabou goleado por 5 a 2. O treinador acredita que sua equipe deu muita liberdade para Conca e Rafael Sobis nos 45 minutos finais.

"Nós deixamos jogar demais. No primeiro tempo, a bola não chegava para eles, porque estávamos marcando na frente. Com o cartão, o Luis ficou com receio de marcar adiantado, porque podia ser expulso. Quando deixamos esses jogadores jogar, não tem como, eles desequilibram mesmo", lamentou.

O cartão amarelo citado por Muricy Ramalho foi recebido por Luis Fabiano depois do apito final do primeiro tempo, por reclamação, quando o São Paulo vencia por 2 a 1. Depois do intervalo, o Fluminense voltou melhor e goleou por 5 a 2.

"Foi mérito do Fluminense, que adiantou o time. Não vou falar só como defeito do nosso time e tirar o mérito deles, que foram bem", acrescentou o treinador.

A goleada da noite desta quarta-feira foi a primeira derrota do São Paulo neste Campeonato Brasileiro. Assim como o técnico, o meia Paulo Henrique Ganso também lamentou as falhas defensivas. "Não tem o que falar. Tomamos três, quatro ou cinco gols bobos, por falhas nossas", comentou.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.