Ney Franco segue sem vitórias em seu retorno ao clube carioca e Fla já pode terminar a rodada na zona de rebaixamento

Um gol de Anderson Talisca, aos 46 minutos do segundo tempo, impediu a vitória do Flamengo sobre o Bahia e manteve o jejum do técnico Ney Franco nos confrontos com o adversário. Na partida disputada na noite desta quarta-feira, no Moacyrzão, em Macaé, o Flamengo saiu na frente com um gol de Paulinho e foi pressionado durante a maior parte do jogo, cedendo a igualdade nos minutos finais.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

O resultado de 1 a 1 fez o técnico Ney Franco completar nove partidas sem vencer o Tricolor baiano, já que o treinador vinha de um período de insucessos diante do rival, quando comandava o Vitória. O resultado fez o Flamengo chegar a cinco pontos ganhos e ocupar a 16 ª posição na classificação do Campeonato Brasileiro. O Bahia chegou aos oito pontos, na oitava colocação.

Paulinho comemora gol contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro
Getty Images
Paulinho comemora gol contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro

Em relação ao último jogo, o Flamengo adotou um esquema cauteloso, com forte marcação no meio-campo, principalmente depois que estabeleceu a vantagem. O Bahia, muito desfalcado, teve o controle das ações durante a maior parte do jogo, mas só conseguiu marcar nos acréscimos.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Santos, no Morumbi. O Bahia vai encarar o Fluminense na Arena Barueri.

O jogo

O Flamengo começou a partida no ataque e, logo aos três minutos, Elano cobrou falta na área baiana e Cáceres cabeceou para fora. Na saída de bola, o goleiro Marcelo Lomba errou na reposição e os zagueiros tiveram que se virar para aliviar o perigo. O time visitante só conseguiu chegar na área rubro-negra, aos quatro minutos, em penetração de Anderson Talisca que chutou forte, mas o goleiro Felipe saiu bem e fez a defesa.

O time rubro-negro continuava melhor e, aos dez minutos, marcou. Everton avançou e cruzou, na medida, para Paulinho tocar de cabeça e colocar a bola nas redes.

Depois de sofrer o gol, o Bahia tentou mudar o comportamento dentro de campo, mas a equipe encontrava muita dificuldade para superar a forte marcação imposta pelo adversário.

A equipe dirigida por Marquinhos Santos tinha mais posse de bola do que o adversário, mas não conseguia se aproximar da área rubro-negra. Aos 22 minutos, após lançamento de Talisca, Bianchucchi tenta a bicicleta, mas a bola sai muito longe da trave defendida por Felipe.

Três minutos depois, Alecsandro cai na área e reclama de ter sido puxado pela camisa,pelo zagueiro Titi, mas o árbitro nada marcou. O time da Gávea mostrava mais objetividade, embora o Bahia continuasse com a bola nos pés, tocando muito para os lados. Por volta dos 30 minutos, o jogo caiu de ritmo, principalmente por causa do número excessivo de erros de passes das duas equipes.

Aos 42 minutos, o Bahia conseguiu chegar novamente com perigo, mas o cruzamento de Railan acabou nas mãos do goleiro Felipe. No último lance da primeira etapa, Talisca bateu falta na área e Felipe ficou com a bola.

As duas equipes voltaram sem modificações para o segundo tempo e o Bahia, novamente, tomou a iniciativa do ataque. Aos três minutos, Helder arriscou de fora da área e Felipe defendeu sem qualquer dificuldade. Aos oito minutos, Biancucchi é derrubado na intermediária. Talisca cobrou a falta e assustou o goleiro Felipe, mas a bola saiu.

Depois desse lance, o técnico Marquinhos Santos decidiu modificar a equipe e colocou William Barbio e Guilherme Santos nos lugares de Hélder e Branquinho. Já Ney Franco decidiu reforçar o sistema defensivo e trocou Elano por Amaral.

O Flamengo se limitava a defender o resultado,mantendo o time muito recuado, enquanto o Bahia atacava sem muito sucesso, pouco incomodando o goleiro Felipe. Para tentar tornar sua equipe um pouco mais ofensiva, Ney Franco colocou o atacante Arthur no lugar do volante Cáceres.

Aos 24 minutos, o zagueiro Wallace se atrapalhou e a bola acabou sobrando para Talisca que chutou forte, mas Felipe fez grande defesa e evitou o gol do empate.

Dois lances agitaram a torcida aos 32 minutos. Primeiro, Arthur recebeu livre na área, mas o goleiro Marcelo Lomba bloqueou o chute. Na jogada seguinte, Bianchucchi foi lançado e chutou em cima de Felipe que tinha saído para fechar o lance.

O Bahia seguiu pressionando até o final, e acabou chegando ao empate,aos 46 minutos, através de Anderson Talisca , cobrando falta. Inconformada, a torcida rubro-negra vaiou o time depois do apito final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 1 BAHIA

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data: 21 de maio de 2014, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Gilberto Castro Júnior (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Elan Vieira de Souza (ambos de PE)
Cartões amarelos: Alecsandro, Elano e Everton (Flamengo)
Gols: FLAMENGO: Paulinho, aos 10 minutos do primeiro tempo; BAHIA: Anderson Talisca, aos 46 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Víctor Cáceres (Arthur), Márcio Araújo, Elano (Amaral) e Everton; Paulinho (Negueba) e Alecsandro
Técnico: Ney Franco

BAHIA: Lomba, Railan, Demerson, Titi e Pará(Henrique); Fahel, Rafael Miranda, Helder (William Barbio) e Branquinho (Guilherme Santos); Anderson Talisca e Maxi Biancucchi
Técnico: Marquinhos Santos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.