Tamanho do texto

Com apenas uma vitória cada um na Série B, times do Sul já fazem confronto direto contra a zona de rebaixamento

O fantasma da crise voltou a rondar a Vila Capanema com o jejum de vitórias do Paraná Clube , que ainda não conseguiu embalar na Série B do Campeonato Brasileiro e precisa buscar a reação fora de casa, nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), diante do Avaí , no Estádio da Ressacada, em Florianópolis. Os donos da casa, por sua vez, precisam deixar a parte de baixo da classificação.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

O time catarinense vem de empate com o Ceará, que manteve a equipe entre os últimos, mas deu alguma esperança ao torcedor pela apresentação. Por isso, o técnico Pingo deve manter a mesma escalação. A exceção será o meia Marquinhos, que sentiu dores musculares, virou dúvida e pode abrir vaga no meio-campo.

O Tricolor da Vila, que não vence há um mês, segue sofrendo com problemas financeiros intermináveis, assédio a jogadores e possíveis mudanças no departamento de futebol, que afetariam ainda a comissão técnica. Em meio a esse turbilhão, o técnico Claudinei Oliveira tenta montar equipe competitiva com o grupo que tem em mãos, preocupado com a recuperação da posição do time na classificação, especialmente até a parada para a Copa.

"O Paraná, disputando a Série B, não pode só participar, tem que ser protagonista. E se você busca isso tem que lançar o time à frente e acaba se expondo. Mas acho que é isso que o Paraná tem que buscar, mas demanda tempo", avaliou o treinador paranista que, no entanto, sabe que pode não ter tempo para isso. "No futebol, se o resultado não vem, você não tem tempo para fazer isso. Por isso, temos que buscar os pontos", concluiu.

FICHA TÉCNICA - AVAÍ X PARANÁ

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 20 de maio de 2014, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (ambos do ES)

AVAÍ: Vagner; Bocão, Antônio Carlos, Pablo e Eduardo Neto; Eduardo Costa, Tinga, Diego Jardel, Cleber Santana e Paulo Sérgio (Roberto); Anderson Lopes
Técnico: Pingo

PARANÁ: Marcos; Carlinhos Miranda, Gustavo, Anderson Rosa e Breno; Edson Sitta, Cambará, Lúcio Flávio e Henrique; Keno e Gabriel Barcos.
Técnico: Claudinei Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.