Com a derrota, time paranaense amplia série sem vitórias para seis jogos e ronda a zona de rebaixamento da Série B

Em um jogo marcado por falhas, passes errados e pouca técnica, o Avaí virou para cima do Paraná Clube por 2 a 1, na Ressacada, em Florianópolis, e se reabilitou na Série B do Campeonato Brasileiro. Enquanto os donos da casa chegaram aos sete pontos, entrando temporariamente no G-10, o Tricolor da Vila, com um longo jejum sem vitórias, com cinco pontos, agora ronda a zona de rebaixamento.

Precisando da vitória diante do torcedor para embalar na competição, os catarinenses começaram buscado o ataque e, aos três minutos, Cléber Santana recebeu na cara do gol e conseguiu arrematar pela linha de fundo, desperdiçando uma ótima chance. A resposta veio aos nove minutos, com Keno, que ajeitou na área e pegou muito mal na bola, perdendo uma oportunidade incrível.

O jogo era aberto, mas os times mostravam dificuldade na hora do arremate. Aos 11 minutos, Heber recebeu lançamento e bateu pela linha de fundo. Do outro lado, Henrique chutou da entrada da área e Vagner fez boa defesa. Avaí no ataque e, aos 19 minutos, Héber soltou o petardo, carimbando a trave. O jogo ficou mais truncado, com muitos erros de ambos os lados, mostrando por que as campanhas são tão ruins.

O Tricolor subiu de produção, mas tropeçava nos próprios erros. Aos 31 minutos, Carlinhos cruzou para Henrique, que pegou mal na bola, na entrada da pequena área, mandando por cima da meta. Aos 36 minutos, foi a vez de Edson Sitta arriscar e, no rebote de Vagner, Juliano Mineiro perder. Aos 40 minutos, Anderson Lopes arriscou duas vezes e parou no goleiro Marcos.

Para o segundo tempo, nenhuma mudança nas equipes. Aos dois minutos, Edson Sitta subiu na área e testou para defesa de Vagner. A partida voltou ainda pior após o intervalo, com muitos chutões. Aos sete minutos, Anderson Lopes arrematou de fora da área, longe do gol. As equipes mostravam pouca criatividade. Aos 12 minutos, Bocão chutou de primeira e isolou.

O Paraná voltou a dominar as ações e começou a pressionar. Aos 17 minutos, Keno partiu para a jogada individual e foi fominha, ficando sem a bola e deixando pelo menos quatro jogadores irados. Mas, nas jogada seguinte, Vagner soltou a bola cruzada por Carlinhos Miranda e Henrique apareceu para fuzilar e abrir o placar. Os dois treinadores aproveitam o momento distinto para mexerem nas equipes.

Sem muitas alternativas, o Avaí não tinha força para penetrar na defesa adversária. Aos 28 minutos, Jardel cobrou falta e a defesa paranista afastou. Quando a fatura já parecia encaminhada, aos 33 minutos, Edson Sitta perdeu a bola, Gustavo recuperou, mas Anderson Rosa recuou errado para o goleiro, entregando para Paulo Sérgio empatar. Aos 42 minutos, Anderson Rosa teve a chance de se redimir, mas a cabeçada foi para fora. O banho de água fria veio na sequência, com Paulo Sérgio, aos 44 minutos, decretando a virada.

Na próxima rodada, o Avaí enfrenta o Boa Esporte, sexta-feira, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha. Já o Paraná Clube terá pela frente o Náutico, sábado, na Vila Capanema, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA:
AVAÍ 2 X 1 PARANÁ

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 20 de maio de 2014, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (ambos do ES)
Cartões amarelos: Henrique, Cambará, Juliano Mineiro, Marcos e Edson SItta (Paraná)

Gols
AVAÍ:
Paulo Sérgio, aos 33 e aos 44 minutos do segundo tempo
PARANÁ: Henrique, aos 17 minutos do segundo tempo

AVAÍ: Vagner; Bocão, Antônio Carlos, Pablo e Eduardo Neto (Eltinho); Eduardo Costa, Tinga, Diego Jardel (Paulo Sérgio) e Cleber Santana; Héber (Wilker) e Anderson Lopes
Técnico: Pingo

PARANÁ: Marcos; Carlinhos Miranda, Gustavo, Anderson Rosa e Breno; Edson Sitta, Cambará, Juliano Mineiro e Henrique (Carlinhos); Keno (Thiago Humberto) e Giancarlo (Gabriel Barcos)
Técnico: Claudinei Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.