Tamanho do texto

Desconforto muscular impediu o lateral-direito de entrar em campo na partida diante do Criciúma, pelo Brasileirão

Cláudio Winck, lateral-direito do Inter
Divulgação
Cláudio Winck, lateral-direito do Inter

Após realizar um bom começo de Gauchão com o time reserva do Internacional , o lateral direito Cláudio Winck acabou dando azar no início do Brasileiro. Com a convocação do titular Gilberto para a seleção sub-21, sua presença na equipe principal parecia certa, mas um desconforto muscular lhe tirou de combate e fez o jovem Diogo assumir a ala destra no empate com o Criciúma. Agora, recuperado, o sobrinho de Luís Carlos Winck se diz pronto pata voltar.

"Fico mais tranquilo, pois, na verdade, não houve lesão. O que tive foi um desconforto muscular, que me afastou por oito dias dos treinamentos. Depois, por causa dessa pequena parada, fiz trabalhos específicos com o Élio (Carravetta, preparador físico do Inter) e, nos últimos dias da semana passada, já pude treinar com o restante do grupo e me senti muito bem. Estou preparado para caso o professor Abel Braga ache necessário me escalar", afirmou o lateral.

A volta de Cláudio Winck pode ser um alento para Abelão, que não terá Gilberto, Juan, Paulão, Willians e Aránguiz para o jogo desta quarta, no Couto Pereira, diante do Coritiba. O Inter lidera o Brasileirão, com 11 pontos em cinco jogos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.