Time do Paraná perdeu para o Cruzeiro e segue na zona de rebaixamento, com apenas 3 pontos em cinco jogos disputados

Baraka, do Coritiba, e Ricardo Goulart, do Cruzeiro, em lance da partida no Mineirão pelo Brasileiro
Bruno José/Futura Press
Baraka, do Coritiba, e Ricardo Goulart, do Cruzeiro, em lance da partida no Mineirão pelo Brasileiro

O Coritiba voltou a perder no Campeonato Brasileiro , desta vez para o Cruzeiro, por 3 a 2 , e segue na zona de rebaixamento, com três pontos conquistados em três empates. Os números já incomodam, e o zagueiro Chico acredita que não está faltando equilíbrio e esforço, que não foram suficientes para o Coxa no Mineirão.

Leia mais: Cruzeiro se recupera de ressaca com vitória difícil sobre o Coritiba

"É complicado a gente falar, mas quem está acompanhando nosso time vê que estamos jogando, não estamos ficando atrás. Empatamos o jogo, tivemos outras situações, e foi um grande jogo", afirmou o jogador, que espera por mais sorte na sequência. "Estamos marcando e jogando, mas tem que ter mais tranquilidade. A bola vai entrar e vamos começar a ganhar. Está faltando a sorte ficar um pouco mais do nosso lado", emendou.

Confira a classificação, artilharia e mais notícias do Brasileirão

Com uma visão um pouco diferente do jogo em relação ao domínio cruzeirense, o lateral Carlinhos acredita que o resultado foi injusto pelo volume de jogo apresentado pelo Alviverde. "O jogo, a gente mereceu ganhar, jogamos melhor. Tivemos falhas nos gols que tomamos. Agora é esquecer. Agora é esquecer e descansar", avaliou.

O zagueiro Luccas Claro, entretanto, lamentou o erro de posicionamento e postura do time, especialmente após empatar pela segunda vez durante a partida. "Foi um jogo muito aberto. E a gente precisava disso até empatar o jogo. Depois disso não precisava dar o contra-ataque e acabamos dando. São falhas coletivas que podem prejudicar o campeonato todo", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.