"O jogador para com 40 anos, sem formação acadêmica e vai fazer o que?", disse Fernando Prass, goleiro do Palmeiras

Enquanto trabalha pela regulamentação do fair play financeiro e mudanças do calendário do futebol brasileiro, o Bom Senso FC reforça a cada encontro o desejo de criar uma associação para prestar assistência a ex-jogadores e orientar àqueles que pensam se aposentar. O grupo, no entanto, reconhece: é um sonho distante diante das prioridades existentes.

Um dos representantes do movimento, o goleiro Fernando Prass foi quem revelou a intenção e explicou. "O jogador para com 40 anos, sem formação acadêmica e vai fazer o que? Nós pensamos e, por isso, tivemos a ideia de criar uma associação para dar o apoio aos jogadores que pensam em se aposentar. É necessário que se preparem para isso. Este é um sonho dentro do grupo", disse ele durante o Business FC, em São Paulo.

Fernando Prass é um dos integrantes do Bom Senso FC
Djalma Vassão/Gazeta Press
Fernando Prass é um dos integrantes do Bom Senso FC

Ainda de acordo com o palmeirense, a associação seria criada e mantida através de um fundo financeiro que poderia até contar com recursos da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O grupo entende que desta maneira haveria uma prevenção e evitaria que os ex-jogadores retornassem às origem antes do futebol e voltassem a passar pelas mesmas dificuldades que passaram no início.

A ideia, no entanto, não deve ser levada adiante. Pelo menos neste momento, uma vez que os membros do Bom Senso FC concordam que o foco é outro. "A nossa prioridade é o fair play e o calendário, mas não podemos negar que o segundo é mais difícil de se mudar porque já está feito uma fórmula e tem o Estatuto do Torcedor. O fair play financeiro está mais em evidência porque está em debate na Câmera do Senado para que seja regulamentado. Já foi aprovado na comissão do senado, e agora o projeto passará pelo plenário, até chegar às mãos da presidente (Dilma Rousseff).

Em abril, o Bom Senso FC foi representado por Gilberto Silva no Congresso Nacional durante audiência para debater pontos da Proforte. O grupo ainda espera participar de um encontro com a presidente Dilma Rouseff nas próximas semanas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.