Tamanho do texto

Saída do treinador deflagrou uma crise na diretoria do clube, que culminou com a saída do diretor executivo Paulo Pelaipe

A diretoria do Flamengo em tempos de paz: Paulo Pelaipe, o presidente Eduardo Bandeira e o vice de futebol Wallim Vasconcellos
Maíra Coelho/Agência O Dia
A diretoria do Flamengo em tempos de paz: Paulo Pelaipe, o presidente Eduardo Bandeira e o vice de futebol Wallim Vasconcellos

A demissão de Jayme de Almeida do comando técnico do Flamengo dividiu os setores do clube. O presidente Eduardo Bandeira de Mello terá muito trabalho para acalmar os ânimos de pessoas influentes na Gávea, além de nomes de peso como Zico e Andrade, que criticaram publicamente a maneira como o processo de desligamento foi conduzido.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Brasileirão

A demissão de Jayme foi iniciada pelo ex-presidente Kléber Leite em contatos de Plínio Serpa Pinto, vice de relações externas. O primeiro é conhecido por negociações de impacto e medidas pouco convencionais, como a devolução do valor pago pelo ingresso após uma derrota para a Portuguesa, e tem ganhado espaço na atual gestão.

E mais: Flamengo se reúne nesta terça-feira com Ney Franco para fechar negócio

Amigo pessoal de Ney Franco, Kléber pode colocar uma pessoa de confiança à frente do Flamengo, mas, para isso, articulou a queda de um dirigente com quem sempre bateu de frente: o ex-diretor executivo Paulo Pelaipe. Dessa forma, a derrota por 2 a 0 frente ao Fluminense , no último domingo, no estádio do Maracanã, abriu espaço para o ex-mandatário agir.

"Não estou de acordo com a saída do Jayme e acho que nada vai mudar com a possível chegada do Ney Franco. A demissão foi estranhar pela forma como aconteceu. Só resta esta diretoria explicar o desligamento do técnico campeão da Copa do Brasil e campeão do Carioca", reclamou à Rádio Globo.

Veja ainda: Flamengo se reúne nesta terça-feira com Ney Franco para fechar negócio

Na manhã desta terça-feira, Paulo Pelaipe foi se despedir dos jogadores, que foram informados dos últimos acontecimentos pelo departamento de futebol. Jayme de Almeida não apareceu no clube. Os atletas foram orientados a não darem entrevistar até quarta-feira, quando Wallim Vasconcellos concederá coletiva.

O Flamengo volta a campo no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), para encarar o São Paulo, no Maracanã, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Com apenas quatro pontos conquistados até a aqui, o Rubro-Negro precisa vencer para afastar as chances de ingressar na zona de rebaixamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.